VAMOS SABER QUEM É REALMENTE A NOSSA GOVERNADORA DO RN, FÁTIMA BEZERRA?


Nascida na Paraíba, transferiu-se, ainda adolescente, para Natal, no Rio Grande do Norte, onde se graduou em pedagogia pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN).Tornou-se professora da rede pública na prefeitura de Natal e no governo estadual. Foi vice-presidente (1980-1982) e presidente (1982-1985) da Associação dos Orientadores Educacionais; secretária-geral da Associação dos Professores (1985-1987); secretária-geral (1989-1991) e presidente (1991-1994) do Sindicato dos Trabalhadores em Educação; todos no estado do Rio Grande do Norte.
Carreira política

Filiada ao PT desde 1981, elegeu-se deputada estadual do Rio Grande do Norte por dois mandatos, em 1994, com 8.347 votos, e 1998 com 30.697 votos. Na Assembleia Legislativa potiguar, foi presidente da Comissão de Direitos Humanos e da Comissão de Defesa do Consumidor, Meio Ambiente e Interior. Representou o Poder Legislativo potiguar no Conselho Estadual de Defesa dos Direitos Humanos e Cidadania e no Conselho Estadual do Meio Ambiente. Foi delegada na IV Conferência Mundial sobre a Mulher (Beijing, 1995) e no I e II Fórum Social Mundial (Porto Alegre, 2001 e 2002). Também participou do Encontro Internacional em Solidariedade às Mulheres Cubanas (Havana, 1998).

Nos anos de 1996, 2000, 2004 e 2008 foi candidata a prefeitura municipal do Natal perdendo respectivamente pra Wilma de Faria (duas Vezes), Carlos Eduardo Alves e Micarla de Sousa, até que no ano de 2012 desistiu, e lançou a candidatura de Fernando Mineiro (PT) que também perdeu em 2012 e 2016

Em 2002 candidatou-se a deputada federal pelo Rio Grande do Norte e foi eleita com 161.875 votos, sendo reeleita em 2006, com 116.243 votos, e em 2010 com 220.355 votos (ano em que obteve a quinta melhor votação proporcional do país, além de ter alcançado a maior votação que um deputado já recebeu no Rio Grande do Norte).

Em 2014, Fátima candidatou-se a senadora pelo Rio Grande do Norte na chapa que apoiava Robinson Faria do PSD para governador, sendo eleita com 808.055 votos, o que representa 54,84% dos votos válidos, vencendo a ex-governadora Wilma de Faria do PSB.

Em Outubro de 2017 votou a contra a manutenção do mandato do senador Aécio Neves mostrando-se favorável a decisão da Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal no processo em que ele é acusado de corrupção e obstrução da justiça por solicitar dois milhões de reais ao empresário Joesley Batista.


Que a luz do Espírito Sábio de Deus, ilumine os seus projetos.   

Enem 2018: 10 temas de redação que NÃO devem cair na prova, segundo professores


G1 no Enem 2018 — Foto: Arte/G1

30 de OUTUBRO 2018 - Falta pouco para o Enem 2018. No primeiro domingo de novembro, dia 4, será aplicada em todo o Brasil a primeira prova da avaliação que é porta de entrada de estudantes para dezenas de universidades públicas. Além das questões de ciências humanas, ciências da natureza e matemática, tem a redação, cujo tema surpreende a cada ano.

Baixe o aplicativo G1 Enem, jogo de perguntas e respostas

Leia redações nota mil no Enem 2017 e no Enem 2016

10 temas de redação que podem cair na prova, segundo professores

Com o objetivo de dar uma força pra quem está dando aquela última revisada, o G1 entrou em contato com professores de cursinhos pra fazer a seguinte pergunta: que temas NÃO DEVERÃO ser cobrados na redação do Enem 2018? É importante ressaltar que não existem temas impossíveis, e sim improváveis. Eles foram selecionados levando em conta a experiência dos entrevistados com provas do Enem de anos anteriores. Veja a lista:

1. Liberação do porte de armas de fogo

Esta questão é bastante polêmica, tem muitos pontos de vista e um elemento importante a ser considerado. “Dependendo dos argumentos utilizados, o aluno acaba incidindo no desrespeito aos direitos humanos. Convém lembrar que, desde 2017, o Inep não zera mais o texto que desrespeita os direitos humanos, mas ainda desconta 200 pontos de mil, se o desrespeito estiver na proposta de intervenção”, pondera o professor Romulo Bolivar, professor de português e redação do ProEnem. Ou seja, a construção do texto sobre esse tema poderá induzir o aluno a produzir argumentos que podem ferir os direitos humanos – e, consequentemente, reduzir a nota da redação do candidato.

2. Corrupção na política

Essa questão está sendo discutida nas mais variadas regiões do país especialmente porque 2018 é ano de eleição. Muitos políticos foram acusados, denunciados e condenados por estarem envolvidos em escândalos de desvio de dinheiro público. Apesar disso, a aposta de professores é que o tema não será cobrado na redação porque “não é esperado que o Enem, mecanismo gerido pelo Ministério da Educação, enseje tão contundentemente mecanismos e circunstâncias de crítica ao Governo Federal”, defende Romulo Bolivar, professor de português e redação do ProEnem.

3. Intervenção militar

O aumento no registro de casos de violência no Rio de Janeiro fez o governo federal dar início a uma intervenção federal na segurança do estado. Na época da sua implantação, houve muita discussão sobre a efetividade da ação e dos meios que seriam usados para tentar reduzir os casos de violência. Até hoje, a medida tomada é avaliada como polêmica, mas não deverá estar na redação do Enem deste ano porque foi um acontecimento que se deu apenas no Rio de Janeiro, e pode ser desconhecido pelos candidatos do Enem de outros estados. “Essa não é a realidade do país como um todo. Dessa forma, não há como propor um tema dessa natureza”, avalia Daniela Martins, professora e coordenadora de redação do Poliedro Campinas

4. Escola sem partido

O movimento Escola sem partido, que é contrário ao que seus apoiadores chamam de “doutrinação ideológica” nas salas de aula de instituições de ensino brasileiras, foi discutido em várias escolas espalhadas pelo país. Apesar de ser um tema que permite muita discussão e a apresentação de muitos argumentos a favor e contra a iniciativa, Daniela Martins, professora e coordenadora de redação do Poliedro Campinas diz que “há forças divergentes, até mesmo políticas, entre o que é doutrinação e o que é formação acadêmica”.

5. Legalização da maconha


O uso da maconha, seja recreativo ou medicinal, é alvo de muita polêmica. Existem vários argumentos a favor e contra os dois tipos de consumo da erva. O Uruguai, nosso vizinho, já legalizou e estatizou o mercado da erva. No Canadá, foi autorizado o uso recreativo da maconha neste mês de outubro.

Apesar do assunto estar em debate há tempos, Daniela Martins, professora e coordenadora de redação do Poliedro Campinas, diz acreditar que “a polêmica também está no âmbito político; assim, não seria possível o consenso de problema a ser amenizado” e, portanto, a chance da maconha, e sua legalização, ser tema de redação é muito pequena.

6. Alta do dólar e seus impactos

A moeda americana chegou a ultrapassar a casa dos R$ 4 em agosto. As incertezas que rondam o futuro da política brasileira e previsões sobre as taxas de juros do Banco Central americano foram apontadas como duas das causas para o valor do dólar subir tanto frente ao real.

Apesar das flutuações da moeda americana impactarem diretamente a vida dos brasileiros, é pouco provável que o dólar seja o tema da redação do Enem deste ano porque trata-se de “um tema muito específico de economia, e os alunos não saberiam tratá-lo em toda a sua concretude, seria um tema muito técnico para os candidatos” na avaliação de Thiago Braga, professor e autor de Redação do Sistema de Ensino pH.

7. Demarcação de terras indígenas

Durante a campanha presidencial deste ano, a questão da demarcação das terras indígenas foi discutida por alguns dos candidatos à Presidência. O tema é relevante, mas esbarra na questão da propriedade privada e do agronegócio e, portanto, na avaliação de Daniela Martins, professora e coordenadora de redação do Poliedro Campinas, “não seria uma discussão apartidária”. Exatamente por esse motivo, a chance desse tema estar na redação do Enem é bem pequena.

8. Cura gay

Em 1990, a Organização Mundial da Saúde (OMS) deixou de considerar a homossexualidade uma doença. Logo, o termo "cura gay" não faz sentido porque não há o que ser curado. Daniela Martins, professora e coordenadora de redação do Poliedro Campinas, acredita que esse é “um tema com implicações sociais, morais, religiosas, ideológicas e até políticas. Muito difícil propor uma discussão que perpassa valores individuais tão distintos”.

7 perguntas sobre como a ciência vê a chamada 'cura gay'

9. Sistema de cotas


As cotas raciais começaram a ser adotadas em algumas universidades públicas brasileiras nos últimos anos. A medida, que está sendo aplicada progressivamente, também tem muitos defensores e críticos. Quem apoia a mudança diz, entre outras coisas, que ela é importante para reparar a desigualdade de brancos e negros nas salas de aula das universidades brasileiras; quem é contra alega que, pelo contrário, há um aprofundamento do preconceito no momento em que é feita a divisão entre brancos e negros.

O professor Thiago Braga, professor e autor de Redação do Sistema de Ensino pH, defende que o tema “envolve muita ideologia política e isso poderia gerar problemas para os candidatos no Enem na execução da prova”.

10. O muro de Trump

A eleição de Donald Trump, em 2016, surpreendeu muitos norte-americanos e o mundo. As pesquisas de intenção de voto apontavam que sua rival, a democrata Hillary Clinton, seria a nova presidente dos Estados Unidos. Ao longo de dois anos de mandato, Trump fez promessas polêmicas. Uma delas, feita ainda durante sua campanha, previa a construção de um grande muro dividindo a fronteira de seu país com o México.

Apesar da questão da globalização e seus efeitos estarem sempre em discussão, “em geral, os eixos temáticos cobrados na prova compreendem temas sociais, atuais e diretamente relacionados à sociedade brasileira. Nada impede que suas ações sejam eventualmente citadas pelos textos de apoio ou pelo próprio candidato para tratar de algum tema em nossa sociedade, mas protagonizar o exame dissertativo não é uma expectativa a ser considerada”, segundo Romulo Bolivar, professor de português e redação do ProEnem.

Por Rafael Ihara, G1

Homem atira contra ex-mulher em hospital do DF, e vítima joga bebê no chão para salvá-lo

Fachada do Hospital Regional de Ceilândia, no Distrito Federal — Foto: TV Globo/Reprodução
30 de OUTUBRO 2018 - Um homem entrou na pediatria do Hospital Regional de Ceilândia, no Distrito Federal, às 17h desta segunda-feira (29) e atirou contra uma mulher que segurava o filho, de 5 meses, no colo. O atirador é ex-marido da vítima.

A segurança do hospital é feita por vigilantes. Segundo testemunhas ouvidas pela Polícia Militar, o homem entrou pela porta principal e foi até a pediatria. Graziele Souza Carvalho, de 18 anos, esperava pela medicação da filha, que havia passado por uma consulta médica.

Ao ver a mulher, que estava de pé, o suspeito disparou várias vezes contra ela. Pessoas que estavam no local disseram que Graziele jogou a criança no chão para que ela não fosse atingida. Dois tiros acertaram a mãe.

A Secretaria de Saúde informou que a mulher passou por uma cirurgia no próprio Hospital Regional de Ceilândia. O estado de saúde dela é estável. A bebê está no berçário e passa bem.

A direção do hospital confirmou que a paciente estava no corredor e aguardava a medicação para a filha. Disse ainda que o pai da criança se identificou na recepção, onde havia dois vigilantes, e pediu para entrar.

Segundo o hospital, a mãe foi consultada e confirmou o parentesco. A entrada dele, então, foi liberada.

A pediatria foi fechada para perícia. Depois de atirar, o homem fugiu. A Polícia Militar procura o suspeito.

BRASÍLIA CEILÂNDIA DISTRITO FEDERAL

Por G1 DF

Policial militar é suspeito de matar homem após ameaças em grupo de WhatsApp no Piauí


Rodrigo Magalhães teria ameaçado policial militar durante festa na noite desse domingo (28) — Foto: Reprodução/Facebook

29 de OUTUBRO 2018 - Um policial militar é suspeito de matar um homem, identificado como Rodrigo Magalhães, que teria ameaçado ele com uma arma de fogo, na tarde desta segunda-feira (29), no município de Piracuruca, Norte do Piauí. De acordo com o tenente-coronel Erisvaldo Viana, comandante do 12º Batalhão da Polícia Militar de Piripiri, o policial agiu em legítima defesa.

Segundo o comandante do 12º BPM, o desentendimento entre o policial militar e Rodrigo Magalhães começou em uma festa de comemoração do resultado das eleições, na noite desse domingo (28), onde a vítima estava portando uma arma de fogo.

Em um vídeo compartilhado nas redes sociais, um homem apontado como sendo Rodrigo Magalhães aparece dentro de um carro com o braço para fora, apontando uma arma para cima. O rapaz teria ainda ameaçado o policial em mensagens de áudio enviadas para um grupo de Whatsapp do qual os dois participavam.

Vídeo compartilhado nas redes sociais mostra supostamente vítima exibindo arma de fogo — Foto: Reprodução/Whatsapp

"Esse rapaz estava ontem na carreata do Bolsonaro exibindo arma de fogo. Ele começou a ameaçar os policiais que estavam lá e ameaçou esse cabo em um grupo que eles participavam. O policial conversou com ele, pediu para ele se apresentar e o rapaz o ameaçou”, informou o comandante.

O tenente-coronel Erisvaldo Viana disse ao G1 que o cabo foi ao quartel chamar uma guarnição para prender Rodrigo e foi seguido por ele. “Quando o policial viu que o rapaz estava armado, verbalizou com ele para que entregasse a arma e o mesmo não entregou, saiu com a arma em punho para cima do PM e o cabo em legítima defesa acabou efetuando três disparos”, contou.

Conforme a PM, a vítima foi atingida com dois disparos na região do peito e morreu no local. A Polícia Civil foi acionada para investigar o crime e o policial militar suspeito de efetuar os disparos se apresentou na delegacia do município para prestar depoimento sobre o ocorrido.

Procurados, a Secretaria de Segurança e o Comando da Polícia Militar ficaram de se posicionar sobre o caso.

PIRACURUCA  PIRIPIRI 

Por Lucas Marreiros, G1 PI

LÍNGUA AFIADA.


Embora não concordando com declarações esdrúxulas e arrogantes do Bolsonaro, antes e durante a campanha; na condição de cidadão politizado que sou, sei que o mesmo tem que governar pra todos e todas, assim como se o Haddad ou qualquer outro tivesse sido eleito; até porque o poder não é do gestor, é da Nação, do Estado, do Município. O primeiro ato de um empossado, é o juramento à Carta Magna. Portanto, a educação política nos convida a torcer por nossa Nação, e não ficar fazendo pirraça; instigando um clima desagradável entre as pessoas. Se você entende o mínimo de Política, de Cidadania, de Respeito e de Decência, utilize o seu tempo para promover um estado de Paz. Precisamos uns dos outros ininterruptamente, por este motivo somos chamados de sociedade. O pior flagelo nas relações humanas, é a falta de respeito; e não estou falando do respeito imposto pelo medo, e sim, do "Respeito com a humildade de nos colocar no lugar do outro, do não fazer com o outro o que não gostaríamos que fosse feito conosco". A pessoa verdadeiramente educada, sabe debater sem transformar esse debate numa guerra. Lembre-se: Quem grita, é que perdeu a razão, a moral; a guerra é o extremo da ignorância humana. Peçamos discernimento ao Espírito Sábio de Deus.  

Chico Filho.

VEM AÍ, O MAIOR EVENTO ESPORTIVO DO RIO GRANDE DO NORTE.


25 de OUTUBRO 2018 - Vêm ai a Tradicional Jornada Cultural e Esportiva de Viçosa - Jocev's 2018. A gestão "Trabalho de Todos" realizará mais um campeonato esportivo com a estimativa de quase 2.000 mil atletas e um grande número de turistas que irão passar durante este período no município.

O município de Viçosa já está se preparando para a realização de mais um evento, o mesmo vai ser realizado no período de 07 a 21 de dezembro.

Toinho destacou a importância da realização da XVIII Jocev's, é um evento muito importante para o município de Viçosa e região, não iremos medir esforços para concretizar o sucesso de mais uma edição, a nossa equipe esta trabalhando a todo vapor para atender a todos os conterrâneos, atletas e visitantes que irão passar no nosso município neste período festivo.

A Jornada é realizada dentro das festividades alusivas de Emancipação Política, este ano o município esta completando 55 anos de fundação, esta sendo preparada um grande evento para festejar essa data tão importante, inúmeras obras serão inauguradas e você é o nosso convidado especial.

Assessoria de Comunicação Social 
Josimar Lopes 

MPRN investiga “prova da cachaça” realizada pela Prefeitura de Rafael Fernandes


Inquérito também investiga corrida de motos com menores de 18 anos e adultos não habilitados.

24 de OUTUBRO 2018 - O Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) instaurou inquérito civil para apurar eventuais atos de improbidade administrativa cometidos pelo prefeito de Rafael Fernandes e secretários municipais na gincana conhecida como “prova da cachaça”, em que houve distribuição gratuita de bebidas alcoólicas, inclusive para menores, e resultou em quatro pessoas hospitalizadas. O inquérito também investiga a realização de uma corrida de motos com menores de 18 anos e adultos não habilitados.

Dos quatro participantes internados após a gincana, dois entraram em coma alcoólico devido à ingestão de grande quantidade de bebida.

A portaria que instaura o inquérito civil foi publicada na edição desta quarta-feira (24) do Diário Oficial do Estado (DOE). No documento, a 1ª Promotoria de Justiça de Pau dos Ferros solicita ao diretor do hospital regional Dr. Cleodon Carlos de Andrade cópia dos prontuários de atendimentos dos pacientes que deram entrada no hospital no dia 19 passado com suspeita de ingestão de grande quantidade de bebida alcoólica provenientes de evento realizado em Rafael Fernandes. O MPRN pede que seja informado qual estado de saúde dos pacientes quando deram entrada no hospital e qual o procedimento adotado.

A Promotoria de Justiça solicitou ao prefeito de Rafael Fernandes que informe se investiu recursos públicos na realização dos festejos alusivos à Semana Cultural e Artística de Rafael Fernandes (SECARF). Caso a resposta seja positiva, o prefeito deve informar o montante, se os recursos estão previstos na Lei Orçamentária Anual, identificar a fonte dos recursos (função, subfunção, programa, projeto/atividade/operações especiais) e esclarecer se as despesas estão vinculadas ao fomento à Cultura.

Além disso, o prefeito deverá apresentar toda documentação relativa às regras objetivas para patrocínio do evento Semana Cultural e Artística, “informando qual a receita adquirida por meio de patrocínios para a realização do evento, juntando a documentação comprobatória”.

O prefeito será notificado para comparecer em audiência na Promotoria de Justiça para prestar esclarecimento sobre os fatos investigados. O mesmo vai acontecer com os secretários de Esporte, Lazer e Cultura e o de Assistência Social do Município.

Clique aqui e veja a íntegra da portaria.

Ana Paula Cardoso 
- Jornal O Mossoroense

Hospital negou vaga para atender menina que morreu picada por escorpião, diz UPA de Ourinhos


Giovana Mendes, de 4 anos, teve uma parada cardiorrespiratória e não resistiu Ourinhos — Foto: Arquivo Pessoal

24 de OUTUBRO 2018 - A coordenação da Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) de Ourinhos (SP), que fez o primeiro atendimento da menina de 4 anos que morreu após ser picada por um escorpião na segunda-feira (22), afirma que a Santa Casa negou o pedido de vaga feito pela unidade após o estado de saúde da criança piorar.

Ainda segundo a coordenação da UPA, somente depois de 4 horas Giovana Mendes foi transferida e recebeu o soro antiescorpiônico no hospital, mas acabou não resistindo após sofrer pelo menos três paradas respiratórias.

A direção do hospital informou que tratou o caso como prioridade e negou que não tivesse vaga para atender a menina.

O Samu declarou que, assim que uma viatura foi acionada pela família, por volta das 7h20, "imediatamente deixou a criança e sua mãe na UPA por volta das 7h45, portanto em tempo protocolar exigido".

Ainda segundo o Samu, um novo contato foi feito, desta vez pela UPA, às 10h45. Ao entrar em contato com a Santa Casa, local de destino da transferência, foi pedido que aguardasse a confirmação da vaga.

"Após novo contato da UPA, indicando a necessidade de transferência através de 'vaga zero', ou seja, emergencial, deslocamos imediatamente a viatura que efetuou a transferência às 11h15 da UPA para Santa Casa de Misericórdia de Ourinhos."

O Samu informou ainda que "apenas [faz] as transferências solicitadas, e não tem a premissa de gerenciar vagas em qualquer unidade hospitalar, ou determinar a necessidade ou não da transferência... não houve qualquer infração ou descumprimento de normas por parte do Samu que pudesse ensejar qualquer tipo de penalização, no presente caso".

A picada

Giovana foi picada quando colocava uma blusa antes de ir para a escola. De acordo com familiares, a menina pediu para que a mãe colocasse uma blusa de frio nela. Ao vestir, Giovana começou a gritar de dor e a mãe viu o escorpião.

Quando tentou tirar o aracnídeo, a mãe também acabou sendo picada. As duas foram socorridas para a Unidade de Pronto Atendimento. A mãe foi atendida e liberada em seguida.

Segundo a coordenação de enfermagem da UPA, Giovana deu entrada no local por volta das 8h de segunda-feira. Na unidade ela foi medicada e levada para observação para a sala de emergência. Por volta das 8h10 ocorreu uma piora no quadro de saúde e a UPA acionou uma vaga na Santa Casa, que teria sido negada.

A UPA então acionou o Samu para transferir a criança sob condição de vaga zero. Quando o Samu chegou, a criança estava em estado grave, com hipertensão e dificuldade em respirar, informou a unidade de pronto-atendimento.

Ao chegar à Santa Casa a criança recebeu soro antiescorpiônico, apresentou melhora, mas na sequência voltou a passar mal, foi transferida para a UTI infantil.

A menina morreu por volta das 21h15. O corpo foi enterrado na tarde desta terça-feira (23), no Cemitério da Saudade.

Segundo o médico dermatologista especializado em acidentes com animais peçonhentos, Vidal Haddad Júnior , o tempo de socorro é essencial para evitar o pior.

"A grande medida contra a picada de animal peçonhento é o tempo de atendimento, quanto mais cedo, menos complicações a pessoa vai ter. Especialmente no caso de crianças e idosos. As pessoas precisam saber que a maioria das picadas de escopião podem ser controladas com anestésico, não precisa nem de soro, mas existe uma porcentagem mais grave, depende também da espécie do escorpião e nesses casos é fundamental que haja o soro e atendimento rápido."

De acordo com o Ministério da Saúde, a grande maioria dos acidentes com escorpiões registrados no país é leve em adultos. Os adultos apresentam dor imediata, vermelhidão e inchaço leve por acúmulo de líquido e suor. Já em idosos e crianças abaixo de 7 anos o risco é maior com alterações sistêmicas nas picadas por escorpião-amarelo, que podem levar a casos graves e requerem soroterapia específica em tempo adequado.

Outros casos na região

Em Cabrália Paulista, a menina Yasmin Lemos Campos, de 4 anos,morreu após ser picada por um escorpião no quintal da casa onde morava, em julho deste ano. A menina passou por três cidades e, em duas delas, não havia soro antiescorpiônico.


Yasmin Lemos Campos, de 4 anos, morreu após ser picada por um escorpião no quintal de casa em Cabrália Paulista — Foto: Arquivo pessoal

Nesse caso, a Polícia Civil de Duartina abriu uma investigação para apurar se houve omissão de socorro que resultou na morte da menina. O inquérito aguarda laudo do IML para ser concluído e segundo o delegado responsável, Paulo Calil, já foram ouvidos profissionais das três unidades de saúde que fizeram atendimento de Yasmim.

Já em Barra Bonita, em abril, Brian Gabriel Alves, de 6 anos, também morreu após ser picado. Segundo o pai do garoto, não havia soro no hospital da cidade. E, cerca de 40 minutos após sua entrada, ele foi transferido para a Santa Casa de Jaú, cidade vizinha.

Em Jaú, o garoto tomou o soro, mas não resistiu e morreu cerca de três horas depois de ter sofrido a picada.



Garoto de 6 anos morreu após ser picado por escorpião em Barra Bonita — Foto: Facebook/Reprodução

Ação do MPF

Após esses casos, o Ministério Público Federal (MPF) entrou com uma ação para que a União e o Estado de São Paulo disponibilizem, pelo menos, seis doses de soro antiescorpiônico em cada um dos municípios da região de Jaú.


A medida foi acatada e as doses devem ser distribuídas no prazo máximo de 20 dias a partir desta terça-feira (23).

Atualmente, as cidades de Bariri, Barra Bonita, Bocaina, Boraceia, Brotas, Dois Córregos, Igaraçu do Tietê, Itaju, Itapuí, Mineiros do Tietê e Torrinha não possuem doses em suas unidades de saúde, o que obriga a população a se deslocar até Jaú para receber o tratamento sorológico, quando necessário.

O pedido do MPF para que todas as 11 cidades contem com um estoque mínimo de soro visa garantir o atendimento emergencial em episódios graves de picadas de escorpião, geralmente envolvendo idosos e crianças, nos quais a administração do antídoto é muitas vezes a única maneira de salvar a vítima.

Nesses casos, é recomendada a aplicação de seis ampolas do antiveneno em curto espaço de tempo. A decisão também determina a preservação das 12 unidades do antídoto mantidas atualmente na Santa Casa de Misericórdia de Jaú, bem como a reposição imediata das doses utilizadas, sob pena de multa de R$ 15 mil em caso de descumprimento.

Veja mais notícias da região no G1 Bauru e Marília.

OURINHOS - Por G1 Bauru e Marília

UMA TARDE MEMORÁVEL NA ESCOLA ESTADUAL JOÃO GODEIRO - PATU RN.


23 de OUTUBRO 2018 - No último dia 18 de Outubro, o Chico Filho, esteve na Escola Estadual João Godeiro, na cidade do Patu; atendendo ao convite da coordenadora da referida Escola, Mônica Brasiliano. Por 2 anos, os Professores(as) daquela escola, trabalharam com os alunos(as), o livro FILOSOFIA DE UM BURRO, "Com as memórias de um pensador", do Escritor Francisco Vieira Filho (Chico Filho). Após assistir lindas e emocionantes apresentações de alguns jovens, cantando, tocando e declamando; o Escritor Chico Filho, palestrou, respondendo várias perguntas da turma estudantil, ministradas pela Professora Micharlane Dutra. 

Toda a turma esteve inserida nos trabalhos apresentados.

O maior prêmio para um Escritor, é ver despertar o interesse no leitor por sua obra. Um livro, uma música, uma escultura, uma tela pintada ou qualquer outra arte, não é do artista; é do outro, é do público. Portanto, foi por demais gratificante saber que os Professores, Professoras, Alunos, Alunas, a Coordenação e Direção da Escola Estadual João Godeiro de Patu, se interessaram pela obra literária lançada por Chico Filho.

É com júbilo espiritual, que agradeço à todos e à todas da Escola Estadual João Godeiro. Que a luz da Sabedoria de Deus, ilumine todos os corações e mentes.
































Do Escritor, Locutor e Diretor de Comunicação da Academia de Letras e Artes de Martins(ALAM) Chico Filho. 

VIÇOSA RECEBE SINALIZAÇÃO TURÍSTICA.

19 de OUTUBRO 2018 - Após vários encontros realizados através do Polo Serrano de Turismo, os municípios do Alto Oeste estão recebendo a tão sonhada Sinalização Turística do Ministério do Turismo e Viçosa foi contemplada com o projeto.

A sinalização turística chegará a 50 municípios do interior potiguar nos próximos meses, o investimento é de quase R$ 3,5 milhões e contemplará os quatros polos turísticos do Estado: Serrano, Costa Branca, Seridó e Agreste/Trairi. O investimento conta com recursos do Projeto Governo Cidadão, através do acordo de empréstimo com o Banco Mundial.

A cidade mais verde do Estado a cada dia ganha vida, inúmeras obras estão sendo executadas no município e outras devem iniciar em breve, tudo esta sendo pensado no turista.

Ontem, 17 de outubro, o Secretário Municipal de Turismo, Pedro Alcântara, esteve visitando os pontos aonde as placas foram fixadas, e ficou bastante feliz e entusiasmado para continuar ativo no Polo buscando melhorias para o município de Viçosa.

“Para divulgarmos um destino é necessário infraestrutura adequada para receber os turistas, sendo assim esse projeto contribui para que o visitante se sinta mais confortável e seguro no transporte e na circulação do destino, reduzindo tempo e aumentando a sua satisfação. "Frisou o gestor".







Assessoria de Comunicação Social: Josimar Lopes 

Governo sanciona lei que proíbe uso de canudos plásticos em estabelecimentos comerciais do RN


Lei proíbe a utilização de canudos de plástico (exceto os biodegradáveis) em restaurantes, bares, quiosques, ambulantes, hotéis e similares em todo o território potiguar — Foto: Ecosurf/Divulgação

17 de OUTUBRO 2018 - Foi sancionada pelo governador Robinson Faria, em publicação feita nesta quarta-feira (17) no Diário Oficial do Estado, a lei que proíbe a utilização de canudos de plástico (exceto os biodegradáveis) em restaurantes, bares, quiosques, ambulantes, hotéis e similares em todo o território potiguar.

A partir de agora, os estabelecimentos têm um prazo de 180 dias para se adaptar à nova lei. No caso de descumprimento, os comerciantes serão multados de acordo com o Código de Defesa do Consumidor.

Ainda de acordo com a nova lei, os comerciantes ficam autorizados a manter uma reserva de canudos plásticos individuais para uso específico de pessoas com deficiência.

Canudos plásticos demoram até 200 anos para se decompor na natureza e se tornam um risco para a vida de animais — Foto: Ecosurf/Divulgação

A natureza agradece

Normalmente feitos de polipropileno ou poliestireno, os canudos plásticos demoram até 200 anos para se decompor na natureza.

Diversas organizações ambientais fazem pedidos para a redução do uso de plástico do mundo. Os dados são alarmantes: um estudo da revista Science apontou em 2015 que o Brasil era o 16º país que mais despejava plástico nos oceanos.

RIO GRANDE DO NORTE

Por G1 RN

Publicidade