A tragédia de um país resumida em uma foto.

A iemenita Saida Ahmad Baghili, de 18 anos, que sofre 
de desnutrição severa; sua foto correu o mundo e se 
tornou símbolo da guerra do Iêmen 
(Foto: Abduljabbar Zeyad/Reuters)

31 de OUTUBRO de 2016 - É impressionante que Saida Ahmad Baghili consiga sustentar seu corpo, sentada em uma cama do Hospital Al-Thawra, em Sanaa, a capital do Iêmen. Seus membros, de tão finos, parecem vergar.

Na verdade, é um milagre que Saida, de 18 anos, esteja viva - ou que estivesse há cerca de uma semana, quando a imagem captada por um profissional da agência de notícia Reuters correu o mundo e se tornou o símbolo da brutal guerra civil que assola o país do Oriente Médio.

Além de se envolver diretamente no combate aos houthis, os sauditas comandam um bloqueio naval que complicou o fornecimento de comida, água e medicamentos para os 2,5 milhões de iemenitas desabrigados.O conflito, iniciado por uma rebelião de um movimento político-religioso conhecido como houthi, arrasta-se há mais de um ano e meio, agravado pela intervenção da vizinha Arábia Saudita, que apoia o regime do presidente Abdrabbuh Mansur Hadi - os houthis, por sua vez, contam com apoio do Irã, inimigo dos sauditas. Os dois países estão entre os mais importantes em termos econômicos e militares do Oriente Médio.

Segundo um recente relatório das Nações Unidas, pelo menos 14 milhões de pessoas - mais da metade da população do país - enfrentam a escassez de alimentos.

Gente como Saida. Ela foi hospitalizada no último dia 21, devastada pela fome e uma severa má-nutrição. De acordo com um artigo da agência de notícias Reuters, a jovem estava tão fraca que sequer conseguia comer, sobrevivendo com uma dieta de suco, leite e chá, segundo sua família.


A iemenita Saida Ahmad Baghili, de 18 anos, que sofre 
de desnutrição severa 
(Foto: Abduljabbar Zeyad/Reuters)


Em entrevista ao programa de rádio Outside Source, do Serviço Mundial da BBC, Russell Boyce, que comanda o serviço de fotografia da Reuters no Oriente Médio, disse que o fotógrafo que fez as imagens de Saida obteve permissão da mãe da menina e explicou que as fotos iriam correr o mundo.

"Explicamos para os parentes de Saida o que poderia acontecer. E, apesar de toda sua fragilidade, ela mostrou muita dignidade ao posar. E sentimos que a família tinha esperança em uma melhora", contou Boyce.

De acordo com o jornal britânico "The Independent", Saida vem de um vilarejo pobre nos arredores de Hodeida, cidade próxima ao Mar Vermelho e controlada pelos houthis. O jornal entrevistou uma tia da jovem, também chamada Saida. Ela contou que a sobrinha está doente há cinco anos, sem entrar em detalhes, mas uma enfermeira do Al-Thawra disse à Reuters que a desnutrição é o principal problema de Saida.

No final de agosto, a ONU estimou em 10 mil o número de pessoas mortas nos 18 meses de conflito da guerra civil do Iêmen.

Da BBC

Fonte: G1

Para qualquer homem ou mulher provido(a) de sentimentos verdadeiramente humanos, nada causa tamanha revolta do que uma sena dessas. Nada mais desumano do que a fome forçada. Enquanto uns poucos juntam riquezas com uma fome insaciável, muitos padecem e morrem de fome, vítimas de sistemas gananciosos. Na minha opinião, a fome é o flagelo mais vergonhoso da humanidade.

CHICO FILHO.

Mesquita gay acolhe muçulmanos homossexuais na África do Sul

O imã Muhsin Hendricks durante oração na mesquita 
Inner Circle, na Cidade do Cabo; local é aberto a 
homossexuais 
(Foto: Rodger Bosch / AFP)

31 de OUTUBRO de 2016 - Mesmo em um país liberal como a África do Sul, o imã Muhsin Hendricks, que fundou na Cidade do Cabo a primeira mesquita aberta aos homossexuais, gera curiosidade com seu projeto de promover uma comunidade muçulmana sem discriminação.

Neto de um imã, Muhsin Hendricks sempre sonhou em assumir essa posição, mas, quando soube que era homossexual, pensou que esse sonho tinha se tornado impossível.

"Me divorciei aos 29 anos, depois de ter sido casado durante seis. Foi nesse momento que eu disse: 'Chega de vida dupla. Tenho que ser honesto comigo mesmo"

Muhsin Hendricks, imã

"Me divorciei aos 29 anos, depois de ter sido casado durante seis", disse Hendricks. "Foi nesse momento que eu disse: 'Chega de vida dupla. Tenho que ser honesto comigo mesmo'", acrescentou.

Depois de assumir sua homossexualidade, decidiu continuar desafiando os preconceitos, e em 1996 criou o grupo "Inner Circle" (Círculo Interior), uma comunidade que apoia todos os muçulmanos que se sentem rejeitados devido à sua orientação sexual.

Cinco anos depois, abriu sua própria mesquita, um templo que foi batizado de "mesquita aberta" ou "mesquita do povo".

No início, a sala de oração foi improvisada discretamente em casa, mas hoje já conta com um edifício no bairro de Wynberg.

Lá, homossexuais podem rezar tranquilos, e recebem sua bênção quando decidem se casar.

"Decidi fazer parte de uma comunidade na qual me sinto bem-vindo, onde posso ter uma relação sadia com Deus e não me sinto constantemente um pecador", disse Zaid Philander, um dos membros do grupo.

Em comparação com outros países da região, a nação arco-íris, nascida após a queda do regime do apartheid, é um refúgio de paz para os homossexuais e as pessoas transgênero.

Na África do Sul, o direito dos homossexuais ao casamento é reconhecido desde 2006, ao contrário de um entorno regional onde muitos países consideram certas preferências sexuais como crimes.

Estupros 'corretivos'
Se é assim no papel, na prática muitos gays e lésbicas continuam sendo discriminados, às vezes sofrem agressões e inclusive estupros "corretivos".

Na comunidade muçulmana da Cidade do Cabo, que conta com cerca de 300.000 membros, a iniciativa de Muhsin Hendricks causou um previsível alvoroço.

"Como se pode ser homossexual? Isso é proibido", afirma Yusuf Pandy, imã da mesquita de Mowbray. "É nosso dever de imã ou muçulmano ir falar com eles e dizer: 'Não, não se pode ser assim'", completou.

O proselitismo às vezes vai além das palavras, e em várias ocasiões "a mesquita do povo" sofreu ataques perpetrados por fiéis tradicionalistas.

"Nossa principal dificuldade é que a mensagem transmitida à comunidade sobre a problemática dos homossexuais vem de clérigos totalmente homofóbicos", constatou amargamente Abdul Karriem Matthews, um dos responsáveis do "Inner Circle".

Apesar de tudo, Muhsin Hendricks é positivo e prefere acreditar que a semente de tolerância semeada no coração da sua comunidade vai germinar e que a sua mesquita um dia vai ser reconhecida pelos outros imãs e por seus fiéis.

"Com a comunidade muçulmana, há uma relação de amor e ódio", resumiu. "Às vezes eles gostariam de me jogar do alto da montanha, mas outras vezes apreciam que haja uma imã pronto para trabalhar com as pessoas que eles não querem acolher", contou.

Na "mesquita do povo", a oração das sextas-feiras se parece com a de qualquer outro templo muçulmano - embora um olhar mais atento revele que a tradição de separar homens e mulheres não existe lá.

"Eu não considero minha comunidade como um inimigo", insistiu Muhsin Hendricks. "Eu a vejo mais como falta de informação. E isso é precisamente o que eu quero oferecer", concluiu.

Da France Presse
Fonte: G1

A jornada ameaçada de extinção no 'lugar mais quente do mundo'


Caravanas transportam sal ao cair da noite na região de Danakil (Foto: BBC/Dave Stamboulis)

31 de OUTUBRO de 2016 - Fazia 43°C à sombra, mas Dawit, meu jovem guia, disse que estávamos com sorte - as temperaturas ali aparentemente podem passar dos 50°C. Um dos mais remotos locais do planeta, a Depressão de Danakil, no nordeste da Etiópia, é conhecido como o local inabitado mais quente do mundo.

A temperatura média anual é de 34°C e não por acaso, de acordo com Dawit, a região é mais conhecida como "Portão do Inferno".

Alguém poderia pensar que o caráter inóspito não faria de Danakil um destino popular para turistas ou mesmo moradores. Mas o local é o berço de uma tradição cultural em extinção: as caravanas de camelos que carregam sal pelo deserto, conduzidas pela tribo nômade Afar.

Formada pela colisão de diversas placas tectônicas nas fronteiras de Etiópia, Eritreia e Djibuti, a Depressão de Danakil não é apenas um caldeirão em ebulição, mas também um local de maravilhas geológicas.

A maioria dos visitantes vem em busca do Erta Ale, um vulcão de 600 m que contém o maior lago de lava do mundo.

A paisagem vulcânica conta com fontes quentes sulfurosas, leitos de lava e uma mistura de depósitos de sais e minérios que forma um incrível mosaico de formações e cores.

A tribo Afar vive nessa paisagem árida lunar há séculos, se mantendo da extração de sal dos muitos lagos de Danakil. Assim como os curdos, os afar não têm um país que possam chamar de seu ou direitos políticos.


Caravanas transportam sal ao cair da noite na região de Danakil 
(Foto: BBC/Dave Stamboulis)

Eles são conhecidos por serem independentes, tenazes e não muito hospitaleiros, talvez refletindo o terreno inóspito à volta.

Até a ocupação militar italiana na Segunda Guerra Mundial, os afar costumavam cortar os testículos de intrusos a título de comitê de recepção. Isso já não acontece mais, mas há alguns anos um grupo radical afar sequestrou turistas, forçando uma intervenção do exército etíope, que hoje patrulha a área.

Dawit nos ajudou a navegar o terreno acidentado até chegarmos ao lago Assal, no leste de Danakil, onde um grupo afar termina de carregar seus camelos. É um trabalho duro: trabalhadores usam picaretas básicas para cortar blocos de sal sobre o sol inclemente e recebem o equivalente a apenas R$ 20 por dia.

Mohammed, um jovem pastor de camelos, aproxima-se para pedir um cigarro.

Entre baforadas, conta que seu pai costumava cortar 150 blocos por dia, bem mais que a média dos outros trabalhadores, cuja produção normalmente é de 120 blocos diários.

Mas Mohammed optou por um trabalho mais fácil, apesar de pagar menos: carregar e conduzir camelos.

Trabalhadores de todas as idades estão envolvidos na 
extração de sal 
(Foto: BBC/Dave Stamboulis)

Ele é responsável por uma cáfila de 15 a 20 animais, cada um carregando 30 blocos de sal - 4 kg a unidade.

O destino da jornada de 80 km é o povoado de Berahile. Cada perna do percurso dura de dois a três dias - a caravana recebe cerca de R$ 450 pela viagem, e a maioria do dinheiro fica com o dono dos camelos ou é gasto na alimentação dos bichos.

Mas Mohammed consegue tirar um extra entre as viagens vendendo passeios de camelo para turistas que visitam o Erta Ale.

As caravanas costumavam viajar mais e levar sal para distâncias ainda maiores, mas a construção de uma estrada ligando Berahile ao resto da Etiópia abriu caminho para que caminhões disputem o transporte.

E mais mudanças estão a caminho: equipes de construção estão abrindo uma estrada entre Berahile e Hamid Ela, o povoado que fica mais próximo dos depósitos de sal.

A tradição das caravanas do sal dos afar pode estar com os dias contados.

Inayatulhaq Yasini
BBC Afghan

Fonte: G1

Mulher é morta a tiros em Diadema; ex-namorado é suspeito, diz polícia.

Poluanna Vieira foi morta a tiros na 
sexta-feira (28)
em Diadema 
(Foto: Reprodução/Facebook)

31 de OUTUBRO de 2016 - A técnica em radiologia Polyanna Vieira da Silva, 33 anos, foi morta com três tiros na cabeça na última sexta-feira (28), em Diadema, na Grande São Paulo. Segundo a Polícia Militar, o principal suspeito é o ex-namorado da vítima, Milton Ramos de Souza, 37 anos, que está foragido da polícia.

Gentil de Oliveira, delegado do 3°DP de Diadema, onde o crime foi registrado, disse que a polícia foi chamada na sexta-feira na rua Santa Cruz, no Jardim Canhema, para apurar o caso de uma mulher que teria sido atingida por disparos de arma. Ao chegar no local, policiais encontraram Polyanna com graves ferimentos na cabeça. A vítima foi encaminhada ao Hospital Estadual de Diadema, onde foi confirmada morte cerebral.

A polícia suspeita que o crime tenha ocorrido dentro do carro de Milton, um Renault Sandero, encontrado abandonado pelos policiais nas imediações do bairro, por volta das 16h40. Dentro do veículo haviam vestígios de sangue.

Após encontrar o carro, os policiais entraram na casa de Milton para procurá-lo, mas o suspeito não foi encontrado. O corpo de Polyanna estava no local, assim como um revólver com numeração raspada, cartuchos e munições.

Também foi encontrada pela polícia uma carta endereçada à filha de Milton de 12 anos, segundo parentes da vítima. Nela, o homem confessava o crime e dizia que iria se matar. Porém, o delegado Gentil de Oliveira não confirmou a existência da carta.

Segundo o delegado, as investigações prosseguem nesta segunda-feira (31). Às 16h50, Milton Ramos ainda estava foragido da Polícia Militar e a corporação buscava novas testemunhas para esclarecer o crime.

De acordo com uma das irmãs da vítima, Polyanna namorou com Milton por quase dois anos. No entanto, ela havia terminado com ele há três meses, após o homem ameçar o filho de 9 anos de Polyanna, de um outro relacionamento, com uma faca.

A irmã estranhou a rapidez com que o carro da cena do crime foi liberado pela perícia. "Eu nem tinha liberado o corpo da minha irmã no hospital, quando recebi a notícia de que o carro já havia sido liberado e entregue ao irmão do Milton", afirma. A irmã também acredita que alguém ajudou Milton a fugir.

O enterro de Polyanna aconteceu no domingo (30), no Cemitério Municipal de Diadema.

Do G1 São Paulo

Hospitalizações por overdose de opioides dobra entre jovens nos EUA

Mais de 13 mil crianças e adolescentes foram hospitalizados 
por overdose de opioides 
(Foto: Freestocks/Joanna M. Foto)

31 de OUTUBRO de 2016 - As hospitalizações por overdose de analgésicos opioides mais que dobrou entre as crianças e adolescentes americanos entre 1997 e 2012, de acordo com um novo estudo publicado na segunda-feira (31).

Tentativas de suicídio e ingestão acidental foram responsáveis por uma parte crescente dessas intoxicações, disseram os autores do artigo publicado na revista médica JAMA Pediatrics.

Eles identificaram mais de 13 mil casos de crianças e adolescentes de entre um e 19 anos hospitalizados por overdose de opioides prescritos por médicos, das quais 176 morreram.

Entre as crianças de um a quatro anos, as internações aumentaram 205%, e entre os adolescentes de 15 a 19 anos, 161%.

As crianças pequenas foram hospitalizadas principalmente por ingestão acidental de analgésicos, enquanto as tentativas de suicídio ou os ferimentos autoinfligidos representaram a maioria dos casos de overdoses entre os adolescentes com mais de 15 anos de idade, disse a coautora Julie Gaither, epidemiologista na Escola de Medicina da Universidade de Yale.

As overdoses entre outros adolescentes resultaram provavelmente de tentativas de sentir efeitos semelhantes aos de drogas.

Os autores atribuem a explosão do número de overdoses de analgésicos entre as crianças aos seus pais ou a outros adultos em suas famílias que forneceram acesso aos medicamentos.

Em geral, as intoxicações atribuídas a medicamentos prescritos se tornaram a principal causa "de morte resultante de lesão" nos Estados Unidos, afirmam os pesquisadores.

Isso se deve, principalmente, ao grande aumento da presença de analgésicos poderosos em lares americanos.

O uso de drogas disparou nos últimos anos nos Estados Unidos, o que levou as autoridades a soarem os alarmes sobre o aumento acentuado de casos de overdose e dependência.

Em 2012, os médicos americanos prescreveram 259 milhões de receitas de analgésicos opioides.

O estudo também revelou que 73,5% das crianças e adolescentes que tiveram overdose de opioides eram brancos, e que quase metade deles tinha seguro médico privado.

A proporção de jovens de famílias que têm a cobertura do Medicaid - seguro de saúde federal para americanos de baixa renda - hospitalizados por overdose de opioides aumentou de 24% em 1997 para 44% em 2012, diz o estudo.

Da France Presse
Fonte: G1

ONG denuncia falta de medicamentos em hospital para pacientes com HIV

Faltam medicamentos no Hospital Correia Picanço, Zona 
Norte do Recife 
(Foto: Divulgação/SES)

31 de OUTUBRO de 2016 - A organização não-governamental Soropositividade, Comunicação e Gênero (Gestos) denunciou ao Ministério Público de Pernambuco (MPPE) a falta de medicamento para tratamento de pacientes com HIV e Aids no hospital estadual Correia Picanço, na Zona Norte do Recife. A Secretaria de Saúde de Pernambuco informou, por meio de nota, que espera que o estoque seja abastecido nesta semana.

A denúncia, formalizada na sexta-feira (28), aponta que o antirretroviral BIOVIR está em falta há 15 dias na unidade, referência para o tratamento de doenças infecto-contagiosas, como Aids e meningite. “Um dia que falta já é ruim. O perfil da epidemia de HIV e Aids é de pauperização. Tem pacientes que vem do interior, chegam aqui e não tem a medicação. Então eles voltam para casa sem medicamento e só retornam para cá daqui a um mês, ou seja, passa um mês sem tomar a medicação”, destacou Kariana Guérios, advogada da Gestos.

Em razão da falta de medicamento, alguns médicos, de acordo com a ONG, estão sendo forçados a modificar a medicação de seus pacientes para não terem seus tratamentos interrompidos. Essa medida emergencial pode trazer efeitos colaterais aos pacientes, sendo necessário realizar exames antes de qualquer mudança no esquema antirretroviral, aponta a organização.

“Esse medicamento é de uso contínuo, o que a gente chama de ‘coquetel’. A partir do exame de genotipagem, o médico determina um esquema antirretroviral, ou seja, quais são os coquetéis adequados para aquele organismo. Um desses é o BIOVIR. Logo, não adianta os pacientes pegarem os outros coquetéis e não ter o BIOVIR porque eles devem ser tomados em conjunto e continuamente”, explicou a advogada.

Respostas

Procurada pelo G1, a Secretaria de Saúde de Pernambuco (SES-PE) informou, através de sua assessoria, que o BIOVIR é fornecido pelo Ministério da Saúde e a SES solicita a medicação mensalmente. Nos últimos meses, no entanto, a solicitação não tem sido atendida de maneira regular, alega a pasta. A Secretaria disse ainda que está mantendo diálogo com o Ministério para normalizar a entrega e a expectativa é que o estoque esteja abastecido nesta semana.

Em contrapartida, o Ministério da Saúde respondeu ao G1 que a distribuição do BIOVIR está regular em Pernambuco. Entre setembro e outubro de 2016, segundo o Ministério, foram enviados ao estado 465.380 unidades do medicamento, quantidade suficiente para o atendimento de aproximadamente dois meses, de acordo com o indicativo de demanda enviada pelo gestor local. A pasta informa que ainda há uma agenda de envio de 338.100 unidades prevista para a próxima quinta-feira (3).

Kariana Guérios, entretanto, alega que esse problema é recorrente. Segundo a advogada da Gestos, a organização luta desde 2014 para regularizar o fornecimento desses remédios. Ela acredita que há uma falha de procedimento por parte dos farmacêuticos das unidades de saúde, que não estariam dando baixa no sistema SICLOM os medicamentos que são entregues à população. Desse modo, no sistema, utilizado pelo Ministério da Saúde para monitorar e gerenciar o fornecimento dos remédios, poderia ainda constar que há o BIOVIR, quando, na realidade, não tem.

A Secretaria de Saúde confirmou que são as próprias unidades de saúde as responsáveis por fazer essa revisão constante dos estoques. A Farmácia de Pernambuco, garantiu a assessoria, discute com os farmacêuticos a importância de atualizar os dados.

Audiência
O Ministério Público de Pernambuco (MPPE) convocou uma audiência de instrução referente ao inquérito civil que apura a falta de medicamentos na Farmácia do Estado. A audiência será realizada nesta terça-feira (1º), às 14h30, no edifício-sede do órgão, no bairro de Santo Antônio, área central do Recife. A reunião, solicitada pela promotora de Justiça de Defesa da Saúde Ivana Botelho, ouvirá os representantes das Secretarias Estaduais de Saúde e da Fazenda, além de laboratórios, fornecedores e distribuidores de remédios.


Cláudia Ferreira
Do G1 PE

Com fim de casamento, pai espanca filho de 11 anos com barra de ferro.

Com marcas da violência pelo corpo, criança foi levada 
para fazer exame de corpo de delito 
(Foto: PM/Divulgação)

31 de OUTUBRO de 2016 - Um menino de 11 anos ficou com o corpo cheio de hematomas após levar uma surra com uma barra de ferro em Lagoa de Pedras, a cerca de 50 km de Natal. “Foi o pai dele quem o espancou porque ficou com raiva do fim do nosso casamento. Agora estamos todos com medo de morrer”, disse a mãe do garoto.

Dono de uma oficina mecânica, o pai do menino tem 36 anos e está sendo procurado pela polícia. A violência aconteceu neste domingo (30) no distrito de Mandu, zona rural da cidade.

Ainda de acordo com mãe, o ex-marido foi embora após a tentativa de atropelamento, mas logo voltou. “Eu já estava na casa da minha mãe quando ele apareceu novamente querendo me pegar. Minha mãe não disse onde eu estava. Então ele voltou para a minha casa e tentou arrombar a porta a chutes. Não conseguiu", contou a mulher.O G1 conversou com a mãe da criança após ela deixar o Instituto Técnico de Perícia (Itep), em Natal, onde levou o filho para fazer exame de corpo de delito. Foi acompanhada por um conselheiro tutelar da cidade. “Estou amedrontada. Ele também tentou me matar. Foi atrás de mim bem cedinho, logo que o dia nasceu. Só que eu tinha acabado de sair de casa com minha mãe. Ele tentou passar com o carro por cima da gente duas vezes. Graças a Deus conseguimos correr”, relatou.

"Depois, ficou sabendo que nosso filho estava dormindo na casa de um vizinho e foi até lá, invadiu a casa e começou a bater no menino com uma barra de ferro. Depois ele botou o menino dentro do carro e voltou para a casa da minha mãe, ameaçando matar o garoto para que minha mãe falasse onde eu estava. Ele deu uma nova surra nele. Por sorte meu filho conseguiu sair correndo. Depois disso ninguém mais viu meu ex-marido”, acrescentou.

Segundo o conselheiro tutelar, que pediu para não ser identificado, a primeira providência foi dar queixa à polícia. Eles estiveram na cidade de Santo Antônio, onde funciona a Delegacia Regional da Polícia Civil, e contaram o caso para o delegado Everaldo Fonseca. O G1 tentou falar com o delegado, mas não conseguiu contato.

Após o exame de corpo de delito no Itep, a mulher disse que tem medo de voltar para casa. “Não sabemos o que fazer. Meu filho precisa voltar para casa, porque ele tem colégio. E eu, que sou agricultora, preciso voltar a trabalhar. Sou eu quem sustento meus meninos. Tenho três filhos para criar, todos com esse meu ex-marido. Ele pode tentar algo pior comigo e com nossa família. Ele pode querer nos matar”, disse a mulher.

Anderson Barbosa
Do G1 RN

Prefeitura de Martins confirma a realização da Tradicional Festa da Padroeira 2016



31 de OUTUBRO de 2016 - A Prefeitura de Martins vem a público informar, através de Nota Oficial, que em razão da crise financeira pela qual passa o Município, com constantes quedas do FPM e demais transferências dos Governos Federal e Estadual, resolveu suspender as festividades da Emancipação Política do Município, que ocorreria no início do mês de Novembro, mantendo-se apenas os eventos religiosos e esportivos.

Importante informar que de Agosto aos dias atuais, a Prefeitura teve um déficit de arrecadação aproximado de 200 mil reais, o que ocasionou dificuldades severas no cumprimento de diversas obrigações.

Comunicamos ainda que os orçamentos aprovados nestes últimos anos mostram decréscimo de receita, sendo a previsão financeira de 2017 igual a do exercício de 2014, o que determina muita economia, eficiência e responsabilidade na condução dos nossos destinos.

Para que possamos cumprir nossos compromissos em dia, priorizamos o pagamento de pessoal e a manutenção de serviços públicos básicos essenciais de educação, saúde e limpeza pública, por entendermos serem imprescindíveis para o nosso povo.

Quaisquer outras atividades estarão suspensas até que sejam recuperadas as devidas provisões financeiras, sendo de grande importância o redimensionamento dos projetos e ações, com vistas a manutenção da máquina pública e a execução de programas futuros.

Mantemos o compromisso de realização da Festa da Padroeira que já se aproxima, dentro dessa nova realidade. “Destaca Olga Fernandes”.

Reiteramos que o Governo do Povo vai cumprir todo o seu plano de Governo, dentro das readequações programadas e orçamentos futuros, acreditando na recuperação do país, o que determinará melhorias para todos os Municípios, e em especial para Martins.

Fonte: Site da Prefeitura Municipal de Martins-RN

Retirado do Viçosa em Foco

INFECÇÃO NO ÚTERO: SAIBA COMO SE PROTEGER


As infecções no útero podem ser mais frequentes do que 
você imagina. Proteja-se! Foto: iStock_champja

O útero é um dos mais importantes órgãos do aparelho reprodutor feminino pois ele tem como função receber e implantar os embriões e criar contrações para a hora do parto. O que nem todos sabem, é que assim como as demais partes do corpo ele também adoece por meio de infecções.

LEIA TAMBÉM

Incontinência urinária x crossfit: entenda a relação
Prancha abdominal: mais saúde por apenas 5 min por dia


De acordo com Erica Mantelli ginecologista e obstetra, pós-graduada em Sexologia pela Universidade de São Paulo (USP), a infecção no útero é causada por vírus e bactérias que atingem o colo do útero ou a parte interna do órgão. Ainda de acordo com a profissional, as mulheres com vida sexual ativa são as mais diagnosticadas.

“A infecção é decorrente de doenças sexualmente transmissíveis, infecção pelo HPV, contato íntimo sem proteção ou com vários parceiros. Higiene íntima incorreta e infecções vaginais frequentes”, explica a Dra Erica Mantelli.

Quando procurar ajuda?

A mulher deve procurar por um ginecologista quando estiver com corrimento constante seguido de mau cheiro, sangramento vaginal fora do período menstrual e dor na barriga e desconforto durante ou após a relação sexual. “O acompanhamento anual, com o exame Papanicolau, é sem dúvida muito importante, porque algumas pacientes não vão apresentar nenhum desses sinais, mas estarão com a infecção”, ressalta a Dra Erica. A profissional friza que pelo Papanicolau o médico observa o colo do útero e colhe amostras para análise. O exame é simples e fornece um diagnóstico preciso sobre a saúde do órgão.

Tratada no começo, a infecção do útero é simples de cura, mas caso a mulher demore a procurar ajuda ovários, trompas e endométrio também podem ser comprometidos. “O tratamento é feito com antibióticos, antivirais e em alguns casos anti-inflamatórios. Há casos em que o parceiro também deve fazer o acompanhamento, para eliminar os microrganismos, prevenindo assim a volta da infecção”, explica a ginecologista e obstetra.

Caso a alteração tenha relação com materiais que estiveram em contato com a região íntima, esses devem ser suspensos, entretanto, mesmo assim o problema precisa ser acompanhado, para garantir a recuperação ideal do útero.

Este tipo de inflamação dificulta uma gravidez, porém se acontecer durante a gestação não apresenta nenhum risco ao feto caso tratada da forma correta.

Por Thamirys Teixeira

Com suspeita de gripe H1N1, Maguila volta a ser internado em São Paulo.


Maguila foi campeão mundial de 
boxe
(Foto: Amanda Kestelman)


31 de OUTUBRO de 2016 - Campeão mundial da Federação Internacional de Boxe, José Adilson Rodrigues dos Santos, o Maguila, está internado desde sábado no Hospital das Clínicas em São Paulo. O ex-pugilista de 58 anos está com uma forte gripe, e com febre. A suspeita é de que ele tenha contraído o vírus H1N1. Segundo a esposa do boxeador, Irani Pinheiro, a internação não tem relação com Encefalopatia Traumática Crônica, doença conhecida como demência pugilística.

- Ele está internado com uma gripe muito forte. Estão suspeitando que seja H1N1. Todos estão gripados. Eu também estou. Ele estava com dor no corpo e febre. A gripe afetou o pulmão, por isso ele teve de ser internado. Ainda não sabemos quando ele vai poder ter alta. Mas não tem nada a ver com a doença dele, a Encefalopatia Traumática Crônica - disse Irani.

Em abril de 2014, Maguila foi internado por causa das complicações da demência pugilística, que tem sintomas parecidos com os do Mal de Alzheimer, doença progressiva que destrói funções cerebrais. O ex-pugilista ficou em um hospital de reabilitação por dois anos.

Há duas semanas, Maguila fez sua primeira aparição pública depois do período internado. Ele visitou o projeto “Amanhã Melhor”, coordenado pela esposa Irani. Ele cumprimentou algumas pessoas, tirou fotos e até ensaiou alguns socos.


Maguila aparece ensaiando socos em projeto coordenado 
por sua mulher 
(Foto: Reprodução/Facebook)

Por Marcos Guerra
São Paulo

Fonte: G1

Mãe é presa após filhos morrerem em incêndio na Zona Norte de SP


31 de OUTUBRO de 2016 - A mãe de duas crianças que morreram após incêndio na Brasilândia, Zona Norte de São Paulo, na madrugada deste domingo (30) foi presa em flagrante por abandono de incapaz e homicídio culposo – quando não há intenção de matar. As informações são do SPTV.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, o fogo tomou a casa da família, mas foi extinto por populares antes da chegada do socorro. As vítimas, um menino de três anos e uma menina de um ano e dez meses, foram levados para o Hospital Geral de Taipas, mas não sobreviveram.

A mãe das crianças disse à polícia que saiu de casa porque estava com fome e foi comprar bolacha. Ela está grávida de quatro meses.

Do G1 São Paulo

Rapaz que teve o corpo queimado enquanto dormia morre em hospital.


José Henrique Vilar de Carvalho não resistiu aos ferimentos 
e morreu no Hospital Universitário de Londrina nesta 
segunda-feira (31) 
(Foto: Arquivo pessoal/Jéssica Vilar)

31 de OUTUBRO de 2016 - O rapaz que teve o corpo queimado após o carro onde ele estava dormindo ser incendiado na madrugada deste domingo (30), morreu na manhã desta segunda-feira (31) no Hospital Universitário de Londrina, no norte do Paraná. De acordo com o hospital, José Henrique Vilar de Carvalho, de 28 anos, teve mais de 90% o corpo queimado e morreu devido às complicações das queimaduras.

A vítima estava dormindo no carro logo após uma festa em uma chácara em Xambrê, no noroeste do Paraná, quando algumas pessoas atearam fogo no veículo. O rapaz foi socorrido e encaminhado ao hospital Norospar, em Umuarama. Horas depois, a vítima foi transferida para Londrina com ajuda do helicóptero do Batalhão da Polícia Militar de Operações Aéreas foi utilizado para a remoção do paciente.

A irmã de José Henrique, Jéssica Vilar, contou ao G1 no domingo que o irmão tentou sair do carro, mas não conseguiu. “Algumas pessoas que estavam na festa contaram que o momento em que o Henrique percebeu que o carro estava pegando fogo ele tentou sair, mas não conseguiu. As portas não abriram”, detalha.

A Polícia Civil está investigando o caso, mas ainda não foram identificados os responsáveis pelo incêndio.


Helicóptero do Batalhão de Operações Aéreas foi utilizado 
na transferência de rapaz de 28 anos que sofreu 
queimaduras em Xambrê 
(Foto: Divulgação/BPMOA)


Luciane Cordeiro
Do G1 PR

Fies: prazo para pedir renovação de contrato termina nesta segunda.


31 de OUTUBRO de 2016 - Os alunos que mantêm contratos com o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) têm até esta segunda-feira (31) para pedir renovação dos financiamentos.


Baixe o aplicativo G1 Enem


A abertura do sistema para o pedido dos  alunos foi feita na quarta-feira (19). Cada contrato de financiamento deve ser renovado (ou aditado) a cada novo semestre. A validação de informações por parte dos estudantes, segundo o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), é o último passo antes da formalização da renovação dos contratos. No dia 7 de outubro, o sistema foi aberto para que as instituições pedissem o aditamento.

O SisFies pode ser acessado pelo endereço: http://sisfiesaluno.mec.gov.br/

Segundo o presidente do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), Gastão Vieira, o aditamento está garantido para todos os estudantes que estão em situação regular no programa. "Todos os estudantes regulares com o programa poderão fazer os aditamentos, nem que tenhamos que prorrogar o prazo", disse ele.

Caso alguma cláusula do contrato precise ser alterada, como a mudança do fiador,, a validação das informações não poderá ser feita pelo SisFies. Esse caso é classificado pelo FNDE como "aditamento não simplificado". Para fazer esse tipo de aditamento, "o estudante precisa ainda levar a documentação comprovatória ao agente financeiro para finalizar a renovação", explica o órgão. Caso o aditamento seja simplificado, ou seja, o contrato não precise mudar, basta formalizar a renovação pelo sistema online.

Verba extra para o Fies

Na terça (18), o Congresso Nacional aprovou a liberação de R$ 702,5 milhões para o pagamento de taxas administrativas do Fies, o que, segundo o ministro da Educação, Mendonça Filho, permitirão a normalização de cerca de 1,5 milhão de contratos com instituições de ensino. Os pagamentos estavam com atraso de cerca de quatro meses.





Taxas administrativas

O atraso no repasse de dinheiro para o financiamento estudantil ocorre porque o governo federal precisa quitar taxas administrativas com os bancos oficiais, que operam o programa.

A aprovação da verba suplementar para o Fies era necessária para que fosse quitada a dívida acumulada com a Caixa Econômica Federal e com o Banco do Brasil, que são responsáveis pelos contratos. Sem a autorização do Congresso, a liberação do dinheiro que já existe para pagar as faculdades não poderia ser realizada.

Cerca de 1,5 milhão de contratos deverão ser aditados neste segundo semestre, envolvendo um investimento da ordem de R$ 8,6 bilhões, que já está reservado no orçamento da pasta. Ao todo, o programa de financiamento deve utilizar R$ 18,7 bilhões em 2016.

Para o ano de 2017, o MEC diz que já enviou ao Congresso Nacional o Projeto de Lei Orçamentária contemplando recursos da ordem de R$ 21 bilhões para o Fies.

Evolução do Fies

O Fies foi criado em 1999, quando foram destinados R$ 141 milhões para financiar o curso superior de alunos de baixa renda. No ano seguinte, em 2000, o gasto do governo subiu para R$ 854 milhões. Em 2008, os contratos de financiamento estudantis já ultrapassavam a casa de R$ 1,1 bilhões.

No ano passado, o MEC anunciou mudanças nas regras do financiamento alegando que gastos com o programa foram multiplicados. Entre 2010 e 2014, segundo o MEC, o número de novos contratos cresceu quase dez vezes, de 76,2 mil para 731,3 mil. Os gastos subiram de R$ 1,7 bilhões para R$ 12,2 bilhões em quatro anos.

A partir de agora somente pode se inscrever o estudante que tenha feito o Enem a partir da edição de 2010 e obtido média aritmética das notas nas provas igual ou superior a 450 pontos e nota na redação superior a zero, além de possuir renda familiar mensal bruta per capita de até três salários mínimos.

Por G1

Gustavo Carvalho solicita desassoreamento e manutenção no Pataxó.


31 de OUTUBRO de 2016 - O desassoreamento do rio Pataxó e a manutenção do canal do Pataxó são as providências solicitadas pelo deputado Gustavo Carvalho (PSDB) em requerimento protocolado na Mesa Diretora da Assembleia Legislativa a ser encaminhado ao Governador do Estado, Robinson Faria (PSD), e ao secretário de Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Mairton França.

“Os trabalhos que estamos solicitando vão permitir que centenas de moradores e empreendedores tenham acesso à água, direito fundamental do cidadão, além de possibilitarem o desenvolvimento do município e o bem-estar da população”, justifica o parlamentar.

Gustavo registra que, de acordo com informações dos moradores do município de Ipanguaçu, a última ação de desassoreamento do Pataxó foi feito ainda em 2009. De lá para cá, segundo ele, apesar da destinação de recursos para o serviço, nada foi feito.

“O acúmulo de detritos, lixo e entulho no fundo dos rios e lagoas interfere na topografia de seus leitos, limitando, por consequência, a sua capacidade de armazenamento de água, fato que provoca o transbordamento em época de chuva. Além disso, o canal apresenta rachaduras em sua estrutura, provocando desperdícios do recurso”, observa Gustavo Carvalho.

Fonte: Blog do Robson Pires.

Estudantes criam sabão repelente para evitar inseticidas em pomares.


Equipe Ômega participará do Torneio de Robótica FLL 
(Foto: Amanda Christovam/Arquivo Pessoal)

31 de OUTUBRO de 2016 - Estudantes da Escola do Sesi em São João da Boa Vista (SP) produziram um sabão à base de óleo e ervas capaz de repelir as abelhas dos pomares e evitar que os trabalhadores da colheita sejam picados. A ideia é proteger sem o uso de inseticidas.

O produto foi formulado em spray, líquido e pedra após sete meses de pesquisa e será apresentado pela equipe Ômega na fase regional do Torneio de Robótica First Lego League (FLL), em 16 de novembro.

Ideia
Neste ano, o tema da competição é "Aliança com animais" e, de acordo com a orientadora do grupo, a ideia veio dos próprios estudantes. Eles precisavam de um problema regional relacionado com bichos e de uma solução que não causasse danos à fauna.

“Eles pensaram nas plantações de laranja porque há muitos relatos de trabalhadores que são picados e, por conta disso, os fazendeiros acabam aplicando inseticidas que matam as abelhas. Então criaram essa solução para que não aconteça esse tipo de morte”, explicou Amanda Christovam, analista de suporte em informática e técnica da equipe.

Estudantes testando produtos para a 
fórmula do
sabão 
(Foto: Amanda Christovam/Arquivo Pessoal)

Os alunos já produziram 36 litros da fórmula e distribuíram entre trabalhadores da região. Os testes estão sendo conduzidos por um apicultor. Empresas que produzem sabão também foram contatadas e aprovaram o projeto, que é financiado pelos próprio grupo e fabricado por R$ 2 cada litro.

Funcionamento
Disponível em líquido, barra e spray, o produto desenvolvido pelos alunos Ana Beatriz de Oliveira, Larissa Gonçalves Teófilo, Guilherme Ferracim e Maria Eduarda de Paula, de 12 a 15 anos, tem efeito imediato. A duração média é de quatro horas e ele pode ser reaplicado.

De acordo com Amanda Christovam, a fórmula é composta por uma mistura de ervas e óleo de Neem, extrato de amêndoas capaz de repelir até 500 espécies de insetos.

“O desenvolvimento das receitas teve apoio de clínicos, biólogos e especialistas em abelhas, que também explicaram as propriedades de cada produto testado, e os produtos estão sendo feitos no laboratório de química da instituição", explicou Amanda. O grupo também contou com a ajuda do professor de química e da professora Amanda Marrichi Martins.

"O sabão líquido demora cerca de dois dias para ser fabricado, já o spray, que deve ter uma duração um pouco maior, demora quatro dias", disse a técnica.


“Fizemos testes para escolher a base do sabão. Testamos álcool e vinagre, mas vinagre deixa cheiro e modifica a receita e o álcool não modifica a receita e não libera cheiro, a não ser o da essência que nós colocamos", explicou.Segundo a estudante Larissa Gonçalves Teófilo, de 12 anos, o óleo de Neem foi o único testado por ser um repelente natural.

"No nosso sabão temos álcool, água, soda cáustica, óleo de Neem e essência de flor de laranjeira”, completou.

Torneio
O Torneio de Robótica First Lego League (FLL) é um programa internacional voltado para crianças de 9 a 16 anos, criado para despertar o interesse dos alunos em temas como ciência e tecnologia dentro do ambiente escolar, além de estimular a criatividade, raciocínio lógico e capacidade de inovação.

Alunos conversaram com trabalhadores 
de pomares
da região 
(Foto: Amanda Christovam/Arquivo Pessoal)

“Nossa expectativa para o torneio é muito alta por conta da qualidade do nosso projeto e porque nos empenhamos muito e pesquisamos muito para conseguir realizá-lo, então esperamos que a gente tenha um bom resultado”, disse Maria Eduarda, de 15 anos.

Em 2016, a fase regional da competição acontecerá no Amazonas, Bahia, Espírito Santo, Goiás, Minas Gerais, Paraná, Pernambuco, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e São Paulo. As melhores equipes garantem vaga na etapa nacional, que ocorre em 2017.

*Sob a supervisão de Stefhanie Piovezan, do G1 São Carlos e Araraquara


Equipe Ômega é formada por estudantes de 12 a 15 anos 
(Foto: Amanda Christovam/Arquivo Pessoal)


Thayná Cunha*
Do G1 São Carlos e Araraquara

Médico de UTI usa atadura no lugar de máscara durante cirurgia no DF

Médico de UTI de hospital público do DF com atadura no rosto, em vez de máscara cirúrgica, durante procedimento (Foto: Reprodução)
Médico de UTI de hospital público com 
atadura no
rosto, em vez de máscara cirúrgica, 
durante
procedimento 
(Foto: Reprodução)

31 de OUTUBRO de 2016 - Alegando falta de material, um médico da UTI de um hospital público do Distrito Federal usou uma atadura para substituir a máscara cirúrgica durante um procedimento neste domingo (30). O registro ocorreu pela manhã, na regional de Santa Maria. A Secretaria de Saúde negou que o equipamento esteja em falta e disse que vai apurar o caso.

Servidores da unidade de saúde contam que o incidente aconteceu durante uma punção de acesso venoso – para administrar remédios por meio de cateteres em vasos sanguíneos. O caso foi mostrado em reportagem do "Metrópoles".

O médico teria improvisado a atadura no rosto como forma de evitar contaminação cirúrgica. A máscara que ele deveria usar é do tipo N95, que tem tripla camada e cuja caixa com 50 itens custa R$ 9,90.

"Além da máscara N95, também há a máscara comum em estoque. A direção da unidade reforça que não houve desabastecimento, e frisa, novamente, que irá apurar por que o profissional não a usou", disse a secretaria.

Médico de UTI de hospital público do DF com atadura no rosto, em vez de máscara cirúrgica (Foto: Reprodução)

Em agosto, cirurgias tiveram de ser remarcadas no hospital por falta de material cirúrgico e produtos de higiene básica. Familiares de pacientes afirmavam que tinham de levar lençóis de casa para os leitos, porque a roupa de cama não estava sendo fornecida. A Secretaria de Saúde reconheceu os problemas na época.

A falta de capote – vestimenta usada para realizar procedimentos de saúde – fez com que médicos e enfermeiros usassem sacos plásticos como proteção. De acordo com os funcionários, cuidados básicos como banho no leito, fisioterapia e outros procedimentos ficaram prejudicados pela falta do material, que é recomendado no protocolo de saúde. Ao G1, a Secretaria de Saúde informou que houve um “atraso no processamento da lavagem de roupas” por causa de uma reforma.

Do G1 DF

NO PLENÁRIO: Casal é flagrado fazendo sexo na Câmara de Vereadores – VEJA VÍDEO

Vídeo mostra casal fazendo sexo em cadeiras do plenário da Câmara Municipal de Guarulhos (Foto: Reprodução)
Um vídeo gravado pelas câmeras de segurança da Câmara de Vereadores de Guarulhos, na Grande São Paulo, e obtido pelo G1 mostra um casal fazendo sexo dentro do plenário da Casa. O local está ocupado desde o dia 20 por um grupo de manifestantes.

A cena foi flagrada na manhã dessa quinta-feira (27), segundo informações de funcionários da Casa. O presidente da Câmara, vereador professor Jesus Roque Freitas (DEM), disse que tomou conhecimento das imagens, mas não viu o vídeo.

Ele também afirmou ao G1 que a Procuradoria da Casa entrou com um pedido para a reintegração de posse da Câmara, também quinta, na 1ª Vara da Fazenda Pública de Guarulhos.

A Câmara de Guarulhos está ocupada por cerca de 50 estudantes secundaristas e universitários desde o dia 20 de outubro, em protesto contra a PEC 241, que foi aprovada na Câmara dos Deputados em Brasília e que limita os gastos públicos da União.A cena de sexo protagonizada pelo casal ocorreu na parte superior do plenário – que é ocupada, normalmente, pelo público que acompanha as votações.

O prédio da Câmara é um antigo cinema. A parte inferior, onde os vereadores realizam as sessões, é separada da parte posterior por um vidro e também está ocupada pelos alunos.
Durante a cena de sexo nas imagens, uma criança, que integra o grupo de invasores, passa ao fundo do plenário.

“Quando eu cheguei na Casa na quinta me avisaram que havia ocorrido isso (da cena de sexo no plenário). Eu estava entendendo a ocupação como um ato democrático. Mas a votação foi na terça e eles continuaram lá. Na quarta não saíram e então, na quinta, entramos com um pedido de reintegração de posse”, disse o presidente da Câmara.

“A Câmara está parada, temos votações para fazer, e não podemos ficar ao bel prazer [dos invasores], afirmou o vereador Jesus.

“Sou professor universitário e não queria parecer autoritário, já que é um ato democrático. Mas tudo tem limites”, acrescentou o vereador.

Movimento diz ser ‘tentativa falaciosa’
O G1 procurou os estudantes que coordenam o movimento que ocupa a Câmara pelo Facebook para solicitar a posição do grupo em relação ao ocorrido. Eles possuem uma página oficial da ocupação, chamada “Ocupa Câmara Guarulhos”.

Em nota, a Comissão de Comunicação Ocupa Câmara de Guarulhos afirmou: “não cairemos em tentativas falaciosas de deslegitimar os movimentos com fatos risíveis e sem real importância diante da atual conjuntura política”.

“Primeiramente, temos que deixar claro que em nosso movimento não há um líder todas as decisões são decididas em assembleia”, informaram em mensagem pelo Facebook.

Veja a íntegra da nota do movimento Ocupa Câmara Guarulhos:

“Nós, estudantes e trabalhadores que ocupamos de forma legítima e auto-organizada a Câmara Municipal de Guarulhos, viemos por meio desta nota reforçar mais uma vez a legitimidade de nossa ação, contra a PEC 55/2016 e a MP da Reforma ‘empresarial’ do ensino médio, e dizer que NÃO CAIREMOS EM TENTATIVAS FALACIOSAS de deslegitimar os movimentos, com fatos risíveis e sem real importância diante da atual conjuntura política e a luta travada contra o retrocesso.
Reforçamos o recado: Não tem arrego, não tirarão nossa voz!
Só a luta muda a vida.

Assinado, Comissão de Comunicação Ocupa Câmara Guarulhos”.


Publicado por: Gutemberg Cardoso

Fonte: G1


Retirado do POLÊMICA PARAÍBA

Estudo indica redução de feminicídio em PE após Lei Maria da Penha.

Lei refletiu nos números da homicídios de mulheres no 
Grande Recife, concluiu pesquisadora
(Foto: Malu Veiga / G1)

29 de OUTUBRO de 2016
 - A sanção da lei 11.340/06, conhecida como Lei Maria da Penha, refletiu no número de registros de óbitos de mulheres por morte violenta na Região Metropolitana do Recife. Foi a essa conclusão a que a pesquisadora Ana Lúcia Albuquerque chegou em sua dissertação de mestrado "Impacto da Lei Maria da Penha na violência contra a mulher no Recife e Região Metropolitana: uma análise de tendência temporal". A pesquisa aponta uma curva de redução no número de homicídios de mulheres na RMR após a promulgação da lei.

No estudo, Ana Lúcia analisou os 3.261 atestados de óbitos de mulheres vitimadas por causas externas emitidos nos municípios do Grande Recife, entre 2000 e 2012, ou seja, seis anos antes e seis anos depois da lei. No total, foram 1.537 homicídios (47,13%), 1.468 acidentes (45,02%) e 256 suicídios (7,85%). O total de assassinatos de mulheres registrados no período anterior à Lei Maria da Penha correspondeu a 52,93% das mortes. Após a vigência da lei, homicídio passou a ser a causa de 41,75% dos óbitos verificados, sendo superado pelo percentual de acidentes em 2008 e mantendo essa tendência até 2012.

“A saúde não tem preço, mas tem um custo. Isso traz um custo elevado para a sociedade, não só para a família. Só o custo com a vítima é de assistência médica, assistência psicológica, que são custos recorrentes porque quem é vítima de violência não é só uma vez. E tem os custos legais, de assistência jurídica, pois ela precisa ter o aparato da Justiça se ela denuncia”, avalia a pesquisadora.Cirurgiã dentista, Ana Lúcia decidiu abordar a problemática da violência contra a mulher no projeto de mestrado em Gestão em Economia da Saúde, da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), ao perceber que esse quadro é negativo não apenas para a mulher, que é a vítima direta da violência, mas para a própria saúde pública.

Todas essas dimensões são consideradas na análise dos dados, que revelam inclusive o perfil das mulheres vítimas de morte violenta: negras e pardas em sua imensa maioria (90,05%), moradoras da capital pernambucana e com média de 30 anos de idade. Apesar dessa evolução no estado, Ana Lúcia avalia que a Lei Maria da Penha por si só ocasionou uma tendência à redução do feminicídio e da violência contra a mulher, mas não um impacto direto.

“O Brasil de modo geral não diminuiu. Mas o Brasil é imenso, você já nota uma diferença de uma região para outra. Em outros estudos, vendo referências bibliográficas, a gente observa que, em cidades e estados em que houve maior interesse em implantar políticas públicas de enfrentamento à violência, essa redução ocorreu”, refletiu Ana Lúcia.

Maria da Penha inspirou lei que completou dez anos 
(Foto: Jarbas Oliveira/AE)


Políticas públicas
Em 2006, ano em que a Lei Maria da Penha entrou em vigor no Brasil, Pernambuco ocupou a segunda colocação entre os estados com maior número de assassinatos de mulheres. Os números da Secretaria estadual da Mulher mostram que 321 pessoas do sexo feminino foram vítimas de Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLI). Desde então, é possível observar uma tendência decrescente, chegando ao menor valor em 2012, com 211 mulheres assassinadas. Em 2015, o estado já aparecia na 15ª posição em 2015, quando foram contabilizadas 245 mulheres vítimas de homicídios.

"Foi justamente a partir da criação da lei que passou a haver orçamento e preparação para criação de equipamentos"
Bianca Rocha, diretora geral de Enfrentamento da Violência de Gênero da Secretaria da Mulher de Pernambuco

De acordo com Bianca Rocha, diretora geral de Enfrentamento da Violência de Gênero da Secretaria da Mulher de Pernambuco, a implantação de políticas públicas na área é uma consequência da existência de uma legislação específica. “Como a lei é uma ação programática, ela prevê a criação de órgãos de enfrentamento. Foi justamente a partir da criação da lei que passou a haver orçamento e preparação para criação de equipamentos”, analisa Bianca Rocha.

Além da criação da própria pasta estadual, foram instituídos 180 organismos municipais de políticas públicas para mulheres, entre secretarias, diretorias e gerências, além de 10 delegacias especializadas, 10 Varas de Violência Doméstica e Familiar Contra a Mulher. Também existe um núcleo especializado de atendimento à Mulher no Ministério Público de Pernambuco (MPPE) e uma defensoria especializada, entre outros equipamentos públicos e ações.

Dados da Secretaria de Defesa Social de Pernambuco (SDS-PE) mostram que, desde 2013, o número de boletins de ocorrência registrados por mulheres vítimas de violência doméstica vem caindo, passando de 58.414 naquele ano para 48.790 no ano passado. Entre janeiro e setembro de 2016, foram contabilizadas 34.915 ocorrências contra 36.114 registradas no mesmo período do ano anterior.

Para Bianca Rocha, no entanto, o acesso das mulheres aos canais de denúncia estão sendo ampliados e popularizados e essa queda significa que a violência está sendo inibida. “Das 3 mil mulheres que nos procuraram este ano solicitando medida protetiva, nenhuma morreu por violência doméstica. Mulher que denuncia não morre”, conclui a gestora.

Cláudia Ferreira
Do G1 PE

Homem é preso suspeito de matar a própria mãe em São José da Laje.

Arma do crime foi apreendida pela polícia em São José da 
Laje (Foto: Arquivo Pessoal)

29 de OUTUBRO de 2016 - Um homem foi preso suspeito de matar a própria mãe a facadas na zona rural do município de São José da Laje, no interior de Alagoas, na noite de sexta-feira (28). De acordo com a polícia, o suspeito, que não teve a identidade divulgada, foi preso em flagrante.

O caso foi registrado no povoado Calderón, na zona rural. De acordo com o 2º Batalhão de Polícia Militar (BPM), que atendeu à ocorrência após denúncias de vizinhos da casa onde ocorreu o crime, o homem foi preso já na entrada da cidade. A motivação do crime é desconhecida.

A arma do crime, uma faca peixeira, foi apreendida ainda suja de sangue. Ela e o homem preso foram levados para a Delegacia de União dos Palmares.

A vítima também não teve a identidade divulgada. O Instituto Médico Legal (IML) e o Instituto de Criminalística (IC) estiveram no local para os procedimentos devidos.

Derek Gustavo
Do G1 AL

ACUSADO DE ATIRAR CONTRA IDOSO NA NOITE DE ONTEM EM MOSSORÓ É PRESO PELA POLÍCIA MILITAR.

29 de OUTUBRO de 2016 - Um popular acionou o O Centro de Operações da Polícia Militar (COPOM),na manhã deste sábado (29) informando que a pessoa que teria atirado contra Manoel Guedes da Cunha 68 anos na Rua Estudante Odilon Rodrigues no Bairro Liberdade I em Mossoró no Rio Grande do Norte, se encontrava na Rua Prudente de Morais próximo a Madeireira Sousa.
A Força Tática foi acionada e ao chegar no local comprovaram a veracidade da informação e deram voz de prisão ao indivíduo identificado como Josemilton de Souza Lima 49 anos de idade acusado do crime.
Segundo informações a vítima é casado com uma sobrinha do acusado e sempre bebiam juntos,e a ação criminosa ocorreu após uma discussão.Ainda segundo informações depois de atirar contra o idoso Josemilton ainda tentou contra a vida de uma irmã,disparando duas vezes mais a arma falhou.
Ao ser indagado sobre onde estaria a arma,Josemilton informou aos policiais que teria vendido a mesma por R$1.400,00 ao mecânico José Maria da Silva Junior que se encontra detido na Delegacia de Plantão que disse aos policiais que revendeu a arma a um caminhoneiro.

Fonte: PASSANDO NA HORA.

Taipé reúne milhares em manifestação do orgulho LGBT

Participantes da Parada Gay em Taipé estendem bandeira 
do arco-íris, símbolo mundial da luta pela causa LGBT 
(Foto: REUTERS/Tyrone Siu)

29 de OUTUBRO de 2016 - Quase 100 mil pessoas de toda a Ásia participaram neste sábado (29) de uma grande manifestação pelo orgulho LGBT em Taipé, que neste fim de semana se tornou a base asiática de um coletivo que às vezes encontra barreiras em seus países de origem.

O desfile, que reuniu cerca de 82 mil pessoas, segundo os organizadores, percorreu as ruas da capital taiuanesa sob o lema "Divertir juntos, contra a 'falsa amizade' e a favor do verdadeiro respeito à liberdade".

"Há legislações favoráveis e aceitação externa com frases como 'respeito os homossexuais, mas...', então convivemos com uma discriminação soterrada, que cria pressão e não permite agir livremente", disse à Shang Wen Tsai, presidente da Associação de Direitos Familiares de Homossexuais de Taiwan.

Cerca de 160 grupos asiáticos e ocidentais acrescentaram cores à manifestação, alguns com bandeiras e cartazes, aos que se juntaram funcionários das delegações de União Europeia (UE), Áustria, Bélgica, Canadá, França, Nova Zelândia, Países Baixos e Reino Unido, em solidariedade pela igualdade de direitos.

"É a maior manifestação do orgulho homossexual na Ásia, o que mostra que Taiwan é líder na proteção dos direitos dos homossexuais", informou o Escritório Econômico e Comercial da União Europeia em comunicado, em defesa do respeito aos direitos humanos, independentemente da orientação sexual.

Nesta edição, o evento buscou "ressaltar que as normativas legais não podem substituir a educação, o diálogo e a compressão", analisou Jenny Huang, uma das porta-vozes.

A participação foi muito variada, com famílias que levavam crianças nos braços, casais homossexuais, representantes de movimentos sociais e o público em geral.

Para os taiuaneses e moradores locais, inclusive alguns vindos da China continental, o evento serviu para apoiar a diversidade e sentir como "a sociedade avançou neste aspecto", nas palavras da jovem Chen Li-min.

Muitos expressaram confiança de que neste ano ou no próximo será aprovado o casamento entre pessoas do mesmo sexo em Taiwan, e Lawrence Sun, que veio do Taipé, espera que a ilha "seja a primeira na Ásia" nesse quesito.

O primeiro projeto de lei sobre o casamento homossexual em Taiwan foi apresentado ao parlamento em 2013 e agora, em outubro, três partidos o reativaram com propostas a favor de legalizar uniões de pessoas do mesmo sexo e mais apoio do que antes.

A presidente taiuanesa, Tsai Ing-wen, escreveu neste sábado em sua página no Facebook que seus ideais de igualdade perante o amor não mudaram assumir o governo local e que acredita que o parlamento tomará em breve medidas sobre a igualdade.

Mais de 30 parlamentares do partido de Tsai, o Partido Democrata Progressista (PDP), que ocupa 68 das 113 cadeiras, apresentaram uma proposta de casamento igualitário, junto a outra do Partido Novo Poder (NPP), com cinco cadeiras, e até o momento 65 parlamentares se declararam a favor do casamento homossexual.

"Esperamos que a presidente Tsai Ing-wen faça declarações mais positivas e comece iniciativas sobre o casamento igualitário e outros temas relativos à igualdade que a sociedade exige", disse Shang Wen Tsai, um dos principais organizadores da manifestação. EFE

Agencia EFE
Fonte: G1

Fique de olho: cinco assuntos que podem ser tema da redação.

 Ler as orientações com atenção, fazer um rascunho e não 
errar ortografia são fundamentais para uma 
boa redação.

29 de OUTUBRO de 2016 - Uma das provas mais aguardadas nos vestibulares, a redação costuma gerar ansiedade nos estudantes porque, além de demandar muita atenção e preparo, seu tema é quase sempre um mistério. Mas é possível elencar alguns assuntos nos quais os alunos devem prestar atenção.

Simone Motta, professora e coordenadora de Português do Curso ETAPA, lembra que os temas podem variar bastante, conforme cada instituição. No Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), por exemplo, costumam aparecer questões relacionadas ao cotidiano e à questão dos direitos humanos, que demandam do aluno possibilidades de resolução. 

“As várias faces da intolerância, a homofobia, o preconceito religioso, linguístico, em relação à superioridade cultural, os cuidados com o idoso na sociedade brasileira são alguns exemplos. O preconceito é sempre um tema bastante atual no Enem”, diz. 

Simone lembra também de outros assuntos, como o novo modelo de família, a regulamentação de vários tipos de trabalho e as mudanças na política governamental para o idoso, cujo conceito, nas sociedades atuais, vem mudando bastante.

Em outros vestibulares, é mais difícil prever o assunto da redação, pois as instituições seguem linhas diferentes para determinar o tema. Na Fuvest, por exemplo, costumam aparecer temas mais subjetivos, como utopia, altruísmo, importância da imagem e consumo. 

De maneira geral, Simone indica cinco temas para os alunos ficarem de olho: superação pessoal; preconceito; envelhecimento da população e mudanças na política governamental; novo modelo de família; e questões que envolvem o meio ambiente. Formas alternativas de energia também podem entrar nesse rol. 

Como se dar bem na prova 

Quando o aluno recebe a prova, a primeira coisa a fazer é ler o enunciado com muita atenção. Afinal, ele é quem vai nortear o caminho do texto. Depois, o estudante deve se preocupar em estabelecer uma relação entre o tema e o que ele acha do assunto. Ou seja, ele tem de ter informações. 

Ao ler o tema, o aluno já pode escolher um ponto de vista, uma opinião que tenha a respeito. E, assim, buscar no que conhece sobre o assunto informações que justifiquem o ponto de vista que vai assumir. 

“Além disso, é muito importante que ele leve em consideração que não pode simplesmente colocar as frases no papel aleatoriamente”, aconselha Simone. 

Por isso, o rascunho é tão importante. Nele, o candidato terá a oportunidade de organizar as ideias em um esquema, redigir o texto e depois passar a redação a limpo. Fazer direto na folha que será entregue para correção quase nunca dá certo. 

Saber o significado do que se está escrevendo também é fundamental. Simone chama a atenção para os falsos cognatos, palavras com ortografia semelhante, mas com significados diferentes. “O aluno imagina que a palavra é algo que ela não é”, explica a professora. Aliás, a ortografia também deve ser observada. “Na dúvida, é melhor não escrever uma palavra sobre a qual se tem dúvida. A ortografia errada tira muitos pontos do aluno, assim como questões relacionadas ao Novo Acordo Ortográfico, que este ano passa a ser obrigatório”, diz Simone. 

A estrutura introdução, desenvolvimento e conclusão, já conhecida de vários estudantes, deve ser respeitada. No primeiro parágrafo, o aluno já pode apresentar sua ideia. Nos dois outros, ele a explica, justifica, exemplifica. E, no último, fecha os argumentos. É um erro, por exemplo, introduzir uma nova ideia no último parágrafo. 

Dicas de leitura 

Simone lembra que os alunos devem tentar ler pelo menos uma revista semanal, se não for possível ter acesso ao jornal todos os dias. Ela dá uma dica que pode ser eficaz:

“Não importa o quanto esteja cansado, antes de dormir, o aluno quase sempre pega o computador, entra na internet. Então, se a página inicial dele for um site de notícias, facilita”, afirma. 

Além disso, ler livros – e não só os exigidos pelas universidades – é fundamental para desenvolver habilidades de escrita, e entender como funciona a gramática. O universo linguístico do aluno aumenta, e ele tem mais chances de escrever bem na redação. 


PORETAPA
conteúdo de responsabilidade do anunciante

CONTEÚDO DE RESPONSABILIDADE DO ANUNCIANTE

Fonte: G1

Uern divulga resultado final de concurso.


29 de OUTUBRO de 2016 - A Fundação Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (FUERN) e o Instituto de Desenvolvimento Educacional, Cultural e Assistencial (IDECAN) divulgam o resultado final preliminar do concurso, aos cargos de Agente Técnico Administrativo e Técnico de Nível Superior da UERN, referente ao Edital Nº 002/2016 – Reitoria/FUERN.

Os candidatos interessados poderão interpor recurso contra o resultado final preliminar no período compreendido entre 0h do dia 31 de outubro de 2016 às 23h59 do dia 01 de novembro de 2016 (observado o horário oficial do estado do Rio Grande do Norte).

Também foi divulgado pelo IDECAN o resultado definitivo da avaliação de títulos, cargo de Técnico de Nível Superior da UERN. Os candidatos poderão consultar as respostas aos recursos através de consulta individual no endereço www.idecan.org.br, mediante o fornecimento de seus dados pessoais.

Confira:

RESULTADO FINAL PRELIMINAR

RESULTADO FINAL PRELIMINAR ESPECÍFICO PARA CANDIDATOS COM DEFICIÊNCIA

RESULTADO DEFINITIVO DA AVALIAÇÃO DE TÍTULOS

CONSULTA INDIVIDUAL – RESULTADO DEFINITIVO AVALIAÇÃO DE TÍTULOS

DECISÃO DE RECURSOS – RESULTADO PRELIMINAR DA AVALIAÇÃO DE TÍTULOS

Ana Paula Cardoso

Fonte: Jornal O Mossoroense.

Cientistas acreditam que composto da uva possa tratar doença de Chagas.


29 de OUTUBRO de 2016 - O resveratrol é um antioxidante encontrado na uva e utilizado como suplemento alimentar pela capacidade de produzir benefícios cardíacos semelhantes aos causados pela prática de atividades físicas. Cientistas da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e do Instituto Oswaldo Cruz (IOC/Fiocruz) acreditam que a substância também possa ajudar o coração de pacientes com doença de Chagas. Os efeitos foram detectados em ratos e detalhados na edição de ontem da revista Plos Pathogens.

Baseado em evidências anteriores de que o Trypanossoma cruzi, protozoário causador da doença de Chagas, danifica o coração por meio de estresse oxidativo, o grupo liderado por Cláudia N. Paiva e Joseli Lannes-Vieira, ambas da UFRJ, testou se o resveratrol poderia combater essa condição. No estudo, ratos foram infectados com o parasita e desenvolveram rapidamente a fase crônica da doença, caracterizada pelos danos cardíacos. Os pesquisadores trataram as cobaias com resveratrol e monitoraram o coração delas usando eletro e ecocardiogramas.

O antioxidante reduziu os casos de arritmia em 35% e em 50% o número de outros problemas de condução elétrica. Cerca de 30% dos roedores apresentaram eletrocardiogramas normais após o tratamento, que também reduziu o dano oxidativo e a quantidade de T. cruzi no tecido do coração. Os benefícios se deram até mesmo em cobaias tratadas tardiamente, entre 120 e 160 dias depois da infecção.

Fonte: Blog do Robson Pires.

Pesquisadores desenvolvem anticoncepcional injetável para homens.


29 de OUTUBRO de 2016 - Enquanto as mulheres podem escolher as formas de evitar uma gestação, os contraceptivos masculinos se restringem aos preservativos e à vasectomia. Mas, segundo um estudo publicado no “Journal of Clinical Endocrinology and Metabolism”, é possível desenvolver um anticoncepcional masculino injetável.

O contraceptivo foi desenvolvido e testado por um braço da Organização Mundial de Saúde e pela Faculdade de Medicina Oriental da Virginia, nos Estados Unidos. Um estudo de um ano foi realizado em dez centros em sete países, incluindo os EUA, Austrália, Indonésia, Chile, Alemanha e Índia.

A pesquisa foi realizada com 320 homens com idades entre 18 e 45 anos, que estavam em relações monogâmicas por pelo menos um ano – e cujas parceiras concordaram em participar. A contagem de esperma dos homens foi verificada no início do estudo, para garantir que os índices estavam normais.

Fonte: Blog do Robson Pires.

As contas secretas da Igreja Universal.


29 de OUTUBRO de 2016 - Desde 1999, um inquérito na Procuradoria da República investigava as relações de líderes da Igreja Universal do Reino de Deus com duas empresas – a Cableinvest Limited e a Investholding Limited –, ambas com sede nas Ilhas Cayman, paraíso fiscal britânico localizado no Caribe. Seis anos depois, a quebra do sigilo fiscal da igreja é pedida ao Supremo Tribunal Federal (STF) pelo procurador-geral da República, Cláudio Fonteles. O objetivo é investigar a existência de um esquema nos moldes da lavanderia montada por PC Farias. Para a Procuradoria da República, há indícios de que o esquema foi utilizado para a compra da TV Record do Rio, em 1992, e de outras emissoras. As duas offshore (as subsidiárias criadas em paraísos fiscais para fugir da cobrança de impostos) enviaram dinheiro ao Brasil, por meio de operações irregulares, para a conta bancária de bispos da Universal e também de “laranjas”. Documentos da Receita Federal comprovam essas transações. As remessas e recebimentos totalizam US$ 18 milhões (R$ 44,6 milhões) e comprovariam a evasão de divisas.

ISTOÉ teve acesso a parte da documentação que deu início às investigações e levou o procurador Fonteles a pedir a quebra de sigilo. A revelação mais explosiva é a identidade de um dos donos das empresas Cableinvest e Investholding. Por trás da operação em Cayman estaria Marcelo Crivella, um economista carioca de 43 anos, filho de Matilde Bezerra, irmã de Edir Macedo, o principal líder da igreja. Crivella é bispo da igreja e foi eleito senador pelo PL do Rio, em 2002. Segundo o relatório da Procuradoria Geral da República de maio de 2003, ao encaminhar o caso para o STF, as investigações realizadas pela Interpol constataram que um dos acionistas da Cableinvest é Crivella. Agora, com a quebra de sigilo, os bancos podem liberar extratos que comprovarão quem é o dono das empresas. Nos papéis obtidos por ISTOÉ, aparecem a assinatura do senador, reconhecida por um cartório de São Paulo.

Esses documentos foram recolhidos por ex-dirigentes que tinham acesso à contabilidade da igreja, a contratos de compra e venda (de emissoras de rádio e tevê, imóveis e até de uma aeronave), além de declarações de Imposto de Renda de líderes da Universal. Crivella já depôs este ano na Polícia Federal do Rio e negou ser dono das empresas.

Fonte: Blog do Robson Pires.

Candidato sugere ‘super bonder’ para doméstica não engravidar.


29 de OUTUBRO de 2016 - O deputado estadual Jorge Pozzobom (PSDB), candidato a prefeito de Santa Maria, protagonizou uma polêmica nas redes sociais. Durante sua participação em um painel no Conselho Municipal de Saúde, na última quinta-feira (27), ele sugeriu que a empregada doméstica de sua casa utilizasse a cola ‘Super Bonder’.

A transcrição do áudio foi divulgado e compartilhado em diversas redes sociais, em que Pozzobom fala:

A questão do número de crianças que nasce, a minha empregada, que trabalha comigo, está grávida do quarto bebê. Eu brinquei com ela (fala o nome da empregada), eu vou te dar o presente. ‘Ai, o que, seu Jorge?’. Eu vou te dar um Super Bonder. Quatro bebês…Poucos dias atrás, alguém falou que ela precisava comprar bebida, porque ela não tinha comida em casa. Uma menina lá na Nova Santa Marta, que eu julgo uma área de maior vulnerabilidade, oito filhos. Oito filhos! Como se faz para tratar isso? E dentro do Mãe Santa-Mariense (projeto, que é apresentado na campanha dele) a gente consegue tratar de uma política de educação, eu tenho certeza que isso é possível, e eu quero muito (…).

Fonte: Blog do Robson Pires.

QUADRILHAS EXPLODEM CAIXAS NO RN;BASE E CARRO DA PM SÃO METRALHADOS.


Em Montanhas, alvo foi um terminal do Bradesco. Já em 
Tibau do Sul, além de explodirem o caixa do Banco do 
Brasil, os criminosos ainda metralham a base e um carro 
da PM (Foto: PM/Divulgação)

29 de OUTUBRO de 2016 - Quadrilhas especializadas em arrombamentos de terminais bancários voltaram a agir na madrugada deste sábado (29) e causaram pânico a moradores de duas cidades no interior do Rio Grande do Norte. Por volta das 2h45, o alvo foi um caixa eletrônico do Bradesco na cidade de Montanhas, que fica a 90 quilômetros de Natal. Menos de uma hora depois, foi a vez de o caixa eletrônico do Banco do Brasil de Tibal do Sul, a pouco mais de 70 quilômetros da capital potiguar, também ir pelos ares. Lá, os criminosos ainda cercaram a base da Polícia Militar e metralharam o prédio e um carro da corporação. Ninguém ficou ferido.
Por causa da distância entre as cidades, a PM não acredita que os ataques às duas agências tenham sido feitos por uma mesma quadrilha. “De Montanhas para Tibau do Sul dá uns 60 quilômetros. Pode até ser que um bando tenha se dividido, mas eu não acredito nessa possibilidade”, ressaltou o tenente Daniel Costa, comandante do policiamento militar em Tibau do Sul.
Na primeira explosão, em Montanhas, a PM ressaltou que são poucas as informações sobre como aconteceu o crime. Há apenas relatos de que os criminosos teriam usado dois carros na fuga. Já em Tibau do Sul, a quadrilha abandonou um Ford EcoSport na saída da cidade. Os criminosos ainda jogaram grampos metálicos para dificultar qualquer possibilidade de perseguição.
Nos dois casos, não há confirmação sobre os valores que tenham sido saqueados. A PM ainda fez buscas pela região, mas nenhum suspeito foi localizado.


Anderson Barbosa
Do G1 RN

Fonte: PASSANDO NA HORA.

Publicidade